Menu
Busca Sex, 17 de janeiro de 2020
(67) 9.9928-2002
pente-fino

Convocados pelo INSS tem até amanhã para agendar perícia de revisão do benefício

12 abril 2018 - 11h18Por Redação Notícias VIP
Beneficiários de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez que foram convocados em 23 de março pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) têm até amanhã (13) para agendar a perícia de revisão do benefício. A marcação deve ser feita por meio do telefone 135.

Caso a perícia não seja marcada, o pagamento ficará suspenso até o convocado regularizar sua situação. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para marcar o exame. Se não procurar o INSS neste prazo, o pagamento será cancelado.

Foram chamados 94 mil pessoas que não foram encontradas por alguma inconsistência no endereço e quem recebeu a carta, mas não agendou a perícia no prazo determinado. No início de março, mais de 522 mil cartas de convocação foram enviadas para os beneficiários de auxílio-doença que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica e para os aposentados por invalidez com menos de 60 anos.

Aqueles que não responderam às cartas foram convocados por edital publicado no Diário Oficial da União (Seção 3, páginas de 121 a 367). O objetivo é fazer uma avaliação para verificar se estas pessoas ainda fazem jus ao benefício. No último edital publicado em agosto de 2017, foram convocadas 55.152 pessoas. Desse total, 22 mil agendaram perícia.

A meta do governo federal é fazer um pente-fino em 1,2 milhão de benefícios por incapacidade ao longo 2018, sendo 273.803 de auxílio-doença e 995.107 de aposentadorias por invalidez.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corumbá
População reclama de mato e lixo nas ruas da cidade branca
MPF
MPF fechou em Ponta Porã, por medo da violência
STF
Toffoli suspende portaria de Moro com regras para atuação da PRF em operações
Educação
Inep divulga hoje as notas do Enem
Polícia
Corpo de advogado foi esquartejado
Polícia
Casal de tarados estuprava os filhos
Saúde pública
Ministério da Saúde faz alerta sobre febre amarela
Brasília
Bolsonaro afirmou: que não há nada de errado ele vai continuar
Internacional
Putin sanciona nomeação de novo primeiro-ministro
Brasília
Bolsonaro: Toffoli tem o direito de suspender a lei do juiz de garantia