Menu
Busca Qua, 23 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
INVESTIMENTO

Crise nos bancos digitais assusta correntistas; entenda riscos

05 maio 2018 - 19h24Por Redação Notícias VIP
As dúvidas sobre investimentos nos bancos digitais cresceram desde a última sexta-feira (4). Após notícias de ataque hacker ao Banco Inter e a determinação da liquidação extrajudicial (o equivalente a decretar falência) do banco comercial Neon - proprietário de uma empresa de tecnologia financeira (fintech) do mesmo nome -, os bancos digitais podem ter a imagem afetada, segundo relata o portal Uol.

Sem agências físicas, as instituições que oferecem serviços como cartões, transferências e pagamentos de contas pela internet, a custos mais baixos que os cobrados pelos bancos tradicionais, apresentaram problemas na mesma data, mas eles não teriam qualquer relação entre si, de acordo com a publicação.

O primeiro teria sido por falha tecnológica, enquanto o último por má gestão. Ainda assim, os casos geraram dúvidas nos clientes sobre a segurança de abrir conta ou investir dinheiro em uma instituição que só existe digitalmente.

Um das diferenças entre as instituições físicas e digitais é o fato dos bancos tradicionais precisarem atender a um nível de exigência maior que o imposto às fintechs - mesmo estas oferecendo serviços como contas digitais, cartões e empréstimos -, ainda que ambas sejam submetidas à fiscalização do Banco Central. As exigências menores seriam o motivo pelo qual os bancos digitais conseguem oferecer serviços mais acessíveis aos clientes.

"A régua do BC para os bancos é mais alta. E é natural que seja assim porque o impacto da eventual quebra de um grande banco, como Itaú ou Bradesco, dentro do sistema financeiro nacional seria muito maior do que o de uma fintech. O Neon, por exemplo, representa menos de 0,1% do sistema. Sua quebra, embora não seja um fato aceitável, tem efeito pontual", explicou ao Uol o professor da FGV e da FEA-USP Alan De Genaro.

Para o especialista, as fintechs precisam de menos capital e menos funcionários para se estruturar. "Por outro lado, elas também têm menos dinheiro do que um banco para investir em sistemas de segurança e podem acabar priorizando menos essa questão", completa De Genaro.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo
Torre Eiffel é esvaziada em Paris Informação é da equipe de imprensa da torre
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto dentro de cela
Campo Grande
Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros
Fronteira
Foram presos contrabandistas, entre eles um dos policiais da Operação Omertà.
Brasil
Quase uma tonelada de maconha nos fundos de igreja
Saúde
Campo Grande tem 28.593 casos e 463 novos óbitos
Paranaíba
Filho que bate em mãe, se dá muito mal.
Brasíl
Nem Moro, Nem Azevedo, Nem Bolsonaro e nem Marito , eles todos não conseguiram dar garantias de segurança na fronteira" disse jornalista paraguaio.
Brasilia
Ao STF, Aras diz que decisão sobre reeleição de comandos da Câmara e Senado é assunto interno
Brasíl
Brasil acumula 4,55 milhões de casos e 137,2 mil mortes por covid-19