Menu
Busca Qua, 28 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
ECONOMIA

Gás chega a custar R$ 90 em MS e sobe dez vezes mais que a inflação

Por Carol Assis
Na hora em que o gás de cozinha acaba, o consumidor de Mato Grosso do Sul sente o quão caro está esse produto. A alta acumulada em um ano já chega a 20%, dez vezes acima da inflação registrada no mesmo período. O preço, que chegou às alturas, obrigou a Petrobras a reduzir duas vezes consecutivas os valores às distribuidoras.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o gás de cozinha é vendido, na média deste mês, por R$ 75,27 em Mato Grosso do Sul. O menor preço, verificado em Três Lagoas, é de R$ 58. Em Corumbá e Nova Andradina, há o maior valor, de R$ 90.

O preço máximo é 20% superior ao de abril do ano passado. Na época, o gás custava até R$ 75 nos municípios de Mato Grosso do Sul, conforme os dados da ANP.

Os R$ 15 de diferença fizeram com que o estado passasse a ter o sexto maior preço do Brasil, atrás apenas de Mato Grosso (onde o gás chega a custar R$ 120), Pará e Tocantins (ambos com valor máximo de R$ 95), Minas Gerais (R$ 92) e Roraima (R$ 91).

O preço do gás de cozinha tem subido acentuadamente em todo o País. Isso obrigou a Petrobras a reajustar para baixo os valores nas distribuidoras. Os reajustes são trimetrais e as quedas foram de R$ 24,38 para R$ 23,16 no dia 19 de janeiro e para R$ 22,13 em 5 deste mês. A variação é de 9,22% no período.

Mesmo com a queda nas distribuidoras, os preços no varejo continuam alto. A alta de 20% em Mato Grosso do Sul é dez vezes maior que a variação do IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande), calculado pelo Nepes (Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais), da Uniderp. No acumulado de 12 meses, a inflação, medida por esse índice, é de 1,96%.

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agências do INSS funcionam normalmente nesta quarta
Brasíl
Novo caça Gripen F-39E é apresentado a autoridades em Brasília
TSE
Deputado federal é cassado por abuso de poder econômico e propaganda indevida
Economia
Confira os fatores que devem mexer com o mercado do milho na próxima semana
Polícia
DOF apreende 3 toneladas de drogas, mais de 70 mil pacotes de cigarros e armas nos últimos dias
Polícia
Acusado de matar ator e pais em SP disse que morou em MS para obter RG falso
Polícia federal
Polícia Federal apreende 1,8 mil pacotes de cigarros ilegais no Paraná
Brasíl
Incêndio atinge hospital no Rio de Janeiro e duas pacientes com Covid-19 morrem
Fortaleza-CE
PF realiza operação contra suspeito de fraudar Auxílio Emergencial
Brasil
PF combate grupo criminoso que atuava com garimpo ilegal em Pernambuco