Menu
Busca Seg, 24 de junho de 2019
(67) 9.9928-2002
Tecnologia

Gigantes da tecnologia já perderam US$ 340 bi após polêmica do Facebook

29 março 2018 - 09h36
Nos últimos 12 dias, desde que veio à tona o uso ilícito de dados de mais de 50 milhões de usuários, o Facebook perdeu mais de US$ 93 bilhões em valor de mercado, segundo levantamento feito pela empresa de informações financeiras Economática a pedido do 'Estado'. Mas a companhia de Mark Zuckerberg não está sozinha: juntas, as gigantes de tecnologia americanas já perderam mais de US$ 340 bilhões, derrubando índices das principais bolsas dos Estados Unidos. O efeito, dizem analistas, aponta uma crise de confiança dos investidores no setor de tecnologia, tido nos últimos anos como uma aposta certeira do mercado financeiro.

Entre os questionamentos estão o rápido crescimento das empresas do setor nos últimos tempos e o peso cada vez maior dessas companhias nos índices das bolsas. Há ainda a preocupação de que essas companhias enfrentem regulamentações mais rígidas. Nessa quarta-feira, 28, a bolsa tecnológica Nasdaq apresentou queda de 0,85%, enquanto o Dow Jones caiu 0,04%. Já o índice NYSE FANG+ - que monitora ações de gigantes de tecnologia, como Facebook, Alibaba e Apple - recuou 2,4%.

"As empresas 'queridinhas' da bolsa às vezes enfrentam tempos difíceis. Esta não será uma história rápida", disse Jennifer Ellison, diretora da corretora Bingham, Osborn e Scarborough, de São Francisco, em entrevista à agência de notícias Bloomberg. "É apenas a ponta do iceberg."

Segundo o levantamento feito por Einar Rivero, da Economática, o maior perdedor depois do Facebook foi a Alphabet, holding que controla o Google, hoje a maior empresa de publicidade digital do mundo. Assim como o Facebook, o Google também tem um modelo de negócios baseado no uso das informações compartilhadas pelos usuários para direcionar anúncios. No total, a companhia "sangrou" em US$ 90,5 bilhões, soma similar ao valor de mercado da Petrobrás.

Efeito Trump

Outro destaque negativo foi a Amazon, que só ontem viu "desaparecer" US$ 31 bilhões do seu valor. O tombo aconteceu depois que o site Axios informou que o presidente Donald Trump está "obcecado" em aumentar a pressão sobre a empresa nos próximos meses (leia mais ao lado).

"Com o Facebook e preocupações regulatórias, a última coisa que os investidores de tecnologia querem é que a Amazon esteja no alvo de Trump", afirmou o analista Daniel Ives, da GBH Insights, à agência de notícias Reuters.

Outras companhias que tiveram perdas nos últimos 12 dias incluem a Apple, hoje a empresa mais valiosa do mundo, Netflix, Tesla e Twitter. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LIVRE MERCADO?
Venda de terras a estrangeiros será aprovada este ano, avalia senador Irajá Abreu
FAMOSOS
Najila Trindade poderá ser despejada por atraso em aluguel
VOLTA DO FERIADO
PRF registra 514 infrações por dia por abuso de velocidade em operação
POLÍTICA
Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula
COPA FEMININA
EUA contam com dois pênaltis para eliminar a Espanha no Mundial feminino
INTERIOR
Homem é encontrado morto enrolado a lona em estrada de terra
CIDADANIA
Estudante conserta e doa centenas de cadeiras de rodas a crianças necessitadas
CAPITAL
Baleado, jovem implora de joelhos para sogro não ser executado por motoqueiro
CAPITAL
Teto de igreja evangélica cai e estrutura fica comprometida após incêndio em MS
Jogos de hoje definem adversário do Brasil nas quartas de final