Menu
Busca Qua, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Economia

Governo dobrará, para US$ 1 mil, limite de compras em free shops

Brasileiros que voltam de viagens do exterior passarão a ter possibilidade de comprarem mais produtos nos aeroportos, com impostos reduzidos

11 outubro 2019 - 10h30Por Metrópoles

 

O governo federal vai dobrar o limite atual para compras em free shops. A medida foi determinada pelo presidente Jair Bolsonaro ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que prepara decreto para ser editado nos próximos dias. Com a mudança, brasileiros que voltam de viagens do exterior poderão comprar US$ 1 mil em produtos nos aeroportos – hoje, esse limite é de US$ 500.

A cota permitida para compras no Paraguai também vai mudar. O governo vai ampliar de US$ 300 para US$ 500 o valor máximo por pessoa que cruza a fronteira.”Eu pedi, poxa, Paulo Guedes, faça alguma coisa por mim”, brincou o presidente com Guedes durante visita ao jornal O Estado de S. Paulo nesta quinta-feira (10/10/2019).

A demanda para ampliar essa cota é antiga. O valor de US$ 500 por pessoa é válido desde 1991. Durante a gestão do presidente Michel Temer essa possibilidade chegou a ser pleiteada pela Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (Aneaa), mas não avançou.

De acordo com a Aneaa, o “reajuste” traria uma série de vantagens ao setor, possibilitando a criação de cerca de milhares de empregos. A ampliação da cota máxima é defendida também pelo Ministério da Infraestrutura. Com informações, Metrópoles.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Brasil confirma caso de infecção por Coronavirus
Carnaval
Águia de Ouro campeã do Carnaval em São Paulo
Capital
Sujeira tradicional nas calçadas de Campo Grande
Interior
Dourados: DOF apreende 400 quilos de jaqueta e cigarros
Brasil
USA abre as portas do mercado para carne "in natura
Capital
Campo Grande: Mais árvore caída em via pública
Capital
Campo Grande: Tribunal de Organização Criminosa mata "metralha"
Economia
Bancos passam a cobrar dólar do dia da compra com cartão
Carnaval
Campo Grande: roubo, brigas e ferido no Carnaval de rua
Ceará
Moro sobrevoa Fortaleza e diz "tem que colocar a cabeça no lugar