Menu
Busca Qui, 23 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasil

Governo promulga acordo de livre comércio automotivo com o Paraguai

Brasil já assinou acordos semelhantes com a Argentina e o Uruguai

10 agosto 2020 - 11h11Por EBC

O presidente Jair Bolsonaro promulgou o acordo de livre comércio automotivo assinado com o governo do Paraguai em fevereiro deste ano. O decreto sobre a execução e cumprimento do acordo foi publicado hoje (10) no Diário Oficial da União.Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República disse que o objetivo do documento é facilitar o comércio e a cooperação aduaneira entre os dois países, em especial para os produtos automotivos. Pelo acordo, as peças e os veículos vendidos pelos dois países terão tarifas mínimas ou zeradas, mas o intervalo para o livre comércio variará entre os dois países.

Os produtos automotivos paraguaios, peças e veículos, terão livre comércio imediato no Brasil. Os produtos brasileiros, no entanto, serão taxados em até 2% no Paraguai. As tarifas cairão gradualmente, por meio da aplicação de margens de preferências, até a liberação total do comércio no fim de 2022.

No ano passado, o Brasil exportou US$ 415 milhões para o Paraguai e importou US$ 235 milhões em produtos automotivos.

O Brasil já assinou acordos semelhantes com a Argentina, no ano passado, e o Uruguai, em 2015, no âmbito da Associação Latino-Americana de Integração (Aladi). 

As condições valem por tempo indeterminado ou até que todo o setor automotivo se adapte ao Regime Geral do Mercosul, que prevê tarifa externa comum (TEC) em 11 níveis tarifários, cujas alíquotas variam de 0% a 20%, com escalonamento. Insumos têm alíquotas mais baixas e produtos com maior grau de elaboração, alíquotas maiores.

Edição: Fernando Fraga

Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fogo
Combate aos incêndios no Pantanal mobiliza 510 homens e seis aeronaves: incidência de focos é menor em três anos críticos
Eleição 2022
Senado aprovou novo Código Eleitoral e vai à sanção presidencial.
Economia
Dólar fecha acima de R$ 5,30 após anúncio do Banco Central americano
CPI da Covid
CPI: diretor da Prevent Senior é acusado de mentir e passa à condição de investigado
Brasíl
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
Polícia Federal
A Operação Apate cumpre mandados em São José dos Campos
Brasilia
CPI da Covid-19; início da sessão com "rasgação de seda" entre senadores da oposição tentando reverter a impressão negativa da briga causada por senadora e ministro
Brasília
Briga na CPI: presidente da CPi fala que Bolsonaro causa vergonha, senador Marcos Rogério rebate dizendo que a CPI da Covid que faz vergonha a muito tempo.
Tempo e temperatura
Primavera começa com tempo claro e ensolarado em Mato Grosso do Sul
Brasília
CPI termina com sessão em briga, agressão verbal entre senadores e Ministro da CGU.