Menu
Busca Dom, 26 de maio de 2019
(67) 9.9928-2002
ECONOMIA

Guedes descarta novos concursos: “Vamos investir na digitalização”

Ministro da Economia do governo Bolsonaro afirmou que metade dos servidores públicos vai se aposentar, mas ideia não é repor pessoas

15 março 2019 - 16h10

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (15/3) que o governo conta com o apoio dos estados e municípios para aprovar a reforma da Previdência. Ele ainda pontuou que não pretende realizar concursos públicos nos próximos anos, apesar da previsão de que muitos servidores vão se aposentar. A informação é do jornal O Globo.

“Cerca de 40% a 50% do funcionalismo federal irá se aposentar nos próximos anos, e a ideia é não contratar pessoas para repor. Vamos investir na digitalização”, disse Guedes.

De acordo com o ministro do governo Bolsonaro, a recuperação econômica do país depende da aprovação de medidas efetivas, como a reforma da Previdência, e a revisão do pacto federativo com estados e municípios. “Me ajuda a fazer a reforma, que o dinheiro cai naturalmente”, afirmou.

Sobre a reforma da Previdência, Guedes criticou o sistema de repartição – pelo qual os trabalhadores da ativa contribuem para financiar os benefícios de quem está aposentado – que é usado atualmente no Brasil: “É um sistema insustentável”, afirmou.

As declarações foram dadas por Guedes durante evento na Fundação Getulio Vargas (FGV) no Rio de Janeiro que contou também com a participação do secretário especial de Previdência Social, Rogério Marinho. Na ocasião, Marinho afirmou que o governo vai considerar as diferenças nas carreiras dos militares ao propor um novo modelo de aposentadoria.

“As Forças Armadas têm peculiaridades nas suas carreiras que serão levadas em consideração”, disse. Com informações, Metrópoles.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Qual pode ser o impacto das manifestações para o futuro do governo Bolsonaro?
ESPORTES
Ex-jogador do Fluminense é preso em operação da PCDF no Mané Garrincha
JUSTIÇA
Dias Toffoli diz que fake news já fazem parte do processo eleitoral no país
INTERNACIONAL
Alpinista britânico morre ao escalar o Monte Everest
ECONOMIA
Gasolina tem queda de 4,4% nas refinarias a partir deste sábado
POLÍTICA
Caso Flávio Bolsonaro: Queiroz pagou R$ 64 mil em dinheiro vivo por cirurgia a hospital em SP
JUSTIÇA
TSE cancela título de 2,5 milhões de eleitores com irregularidades
MEIO AMBIENTE
Reparação no Rio da Prata deve ser dividida entre produtores, Município e Estado
TEMPO
Em novo alerta pela queda na temperatura, MS pode ter frio de 4ºC, segundo Inmet
Fazendeiros são condenados por acidente com gado solto na pista em MS