Menu
Busca Sáb, 19 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Receita federal

Hoje é dia do leão beber água

30 junho 2020 - 06h00Por Gomes da Costa
 

Prazo para entregar o Imposto de Renda sem multa termina às 23h59

Quem perder o prazo de entrega ficará sujeito ao pagamento de uma multa que varia entre R$ 165,74 e 20% do valor do imposto devido

  • Do R7

  •  
  • 30/06/2020 - 02h00
Receita ainda aguarda 3,6 milhões de declarações

Receita ainda aguarda 3,6 milhões de declarações

Alex Silva/Estadão Conteúdo – 29. 2.2012

Os contribuintes brasileiros que ainda não entregaram o Imposto de Renda 2020 têm apenas até às 23h59 desta terça-feira (30) para transmitir o documento para a base de dados da Receita Federal sem ficar sujeito ao pagamento de multa.

A Receita Federal afirma que recebeu 28.384.808 declarações até as 21h desta segunda-feira (29). A expectativa do Fisco é de que 32 milhões de contribuintes realizem a transmissão até o fim do prazo. Nos últimos anos, o volume de entrega tem superado às expectativas do Fisco.

Quem perder o prazo de entrega da declaração só poderá enviar o documento atrasado a partir da próxima quinta-feira (2) e fica sujeito ao pagamento de uma multa que varia de R$ 165,74 a 20% do valor do imposto devido.

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19
Meio Ambiente
Nuvem de fumaça provocada por queimadas no Pantanal chega ao céu de São Paulo
Brasil
Fumaça do Pantanal faz avião de Bolsonaro arremeter em MT
Três Lagoas
Fogo destrói vegetação, floresta de eucalipto e interdita rodovia em MS
Brasil
Tite convoca a Seleção Brasileira para a estreia nas Eliminatórias
Geral
Do outro lado do balcão De ex-juiz Federal a ex-ministro da Justiça, agora Sergio Moro é o mais "jovem" advogado do Brasil.
Saúde
Uma de 7 infecções de Covid-19 relatadas ocorre em profissionais de saúde, diz OMS
Brasíl
Marco Aurélio suspende inquérito que apura suposta interferência na PF
Brasíl
829 mortos por Covid 19 e 36.330 novos casos de contaminados
STF
COVID NOS PRESÍDIOS Fux renova Recomendação 62 por 6 meses e restringe alcance