Menu
Busca Sáb, 04 de abril de 2020
(67) 9.9928-2002
Safra

IBGE melhora estimativa de safra mas ainda prevê queda de 4,7% em relação a 2017

10 abril 2018 - 10h54Por Redação Notícias VIP
A previsão de março do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), prevê uma safra de cereais, leguminosas e oleaginosas de 229,3 milhões de toneladas neste ano. A estimativa é 0,9% maior do que a de fevereiro, o equivalente a 2 milhões de toneladas a mais.

Ainda assim, caso a estimativa do IBGE se confirme, a safra será 4,7% inferior à registrada no ano passado, que foi recorde, isto é, 11,3 milhões de toneladas a menos.

As três principais lavouras de grãos deverão ter queda na produção de 2017 para 2018, segundo o levantamento de março: soja (-0,4%), arroz (-5,5%) e milho (-12,4%).

Metade das das 26 lavouras/safras pesquisadas pelo IBGE deverá ter queda no ano. Entre os produtos que deverão ter recuo na produção estão as três safras de batata-inglesa (-11,4%, -4,1% e -15,8%), a primeira e a terceira safras de feijão (-0,6% e -8,2%), a cana-de-açúcar (-1,8%), a laranja (-1,3%) e a cebola (-3,6%).

A outra metade dos produtos deverá ter aumento na safra, entre eles cevada (29,9%), café arábica (16,7%), café canephora (7,6%), a segunda safra de feijão (11,5%), algodão herbáceo (15,3%), trigo (31,2%) e mandioca (1,7%).
CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Maia quer votar orçamento paralelo em dois turnos na próxima semana
Campo Grande
Marcos Trad fecha unidade de Saúde e deixa 6 mil sem atendimento.
Campo Grande
Ruas esburacadas e sem iluminação pública, desanima moradores da Capital.
Campo Grande
Sujeira nos bairros de Campo Grande
Brasília
Planalto diz que ajuda a informais durante pandemia será efetivada "nos próximos dias"
Polícia
Bolsominio pode ser preso
Geral
Desafio para cuidadores de idosos
Saúde
Saiba como diagnosticar paciente com Coronavirus
Campo Grande
Moradores da região Centro reclamam da falta de limpeza urbana
Brasil e Mundo
O mundo chegou a 1 milhão de infectados por coronavírus