Menu
Busca Qua, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Serviços

IBGE vê sinais insuficientes para cravar recuperação

13 abril 2018 - 15h14Por Redação Notícias VIP
O setor de serviços ainda não mostra sinais de recuperação, avaliou Rodrigo Lobo, analista da Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A queda de 2,2% no setor de serviços registrada em fevereiro ante igual mês do ano anterior representa uma aceleração do ritmo de perdas, apontou Lobo.

Em janeiro, o recuo tinha sido de 1,5%. Em dezembro, houve crescimento de 0,6%, que interrompeu uma sequência de 32 quedas consecutivas. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada nesta sexta-feira, 13, pelo IBGE.

"Em fevereiro ante fevereiro, a gente retoma aquela sequência de taxas negativas que tinha sido interrompida em dezembro", ressaltou Lobo.

A taxa acumulada em 12 meses, porém, manteve a trajetória ascendente iniciada em abril de 2017, quando recuava 5,1%. A taxa passou de recuo de 2,7% em janeiro para uma redução de 2,4% em fevereiro.

"A taxa de serviços em 12 meses está negativa desde julho de 2014", lembrou Lobo. "A recuperação ocorre por taxas negativas menos intensas, mas a informação ainda é menor do que no ano passado. São poucos os sinais de melhora, todos insuficientes para cravar que há algum tipo de recuperação (nos serviços)", concluiu. 

Com informações do Estadão Conteúdo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Bolsonaro não pode justificar vídeos contra Congresso como 'conversa pessoal', dizem constitucionalistas
Economia
Dólar aproxima-se de R$ 4,45, e bolsa cai 7% com coronavírus
Ceará
Ceará cria comissão para tentar intermediar fim do motim de policiais
Carreira Militar
Concurso Exército 2020: Abertas 1.100 vagas para nível médio!
Carnaval
Viradouro é a escola campeã do canaval no Rio de Janeiro
Política
Maia defende respeito às instituições e à ordem democrática
Economia
Vendas do Tesouro Direto caem 27,6% em janeiro
Política
Senadores reagem contra vídeo de Bolsonaro
Bolsonaro
Bolsonaro não nega disparo pelo WhatsApp e diz que mensagem é “de cunho pessoal”
Campo Grande
Casos de Coronavirus serão atendidos no HU