Menu
Busca Dom, 16 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
Internacional

Mais bebidas, mais telemóveis, mais eletrodomésticos... menos tablets

Por Carol Assis
O sector do retalho (alimentar e não alimentar) fechou 2017 com um volume de vendas de 20,2 mil milhões de euros, o que representa um crescimento de 3,8% face ao ano anterior, indica o Barómetro de Vendas da APED ? Associação Portuguesas de Empresas de Distribuição.

Os números, divulgados no âmbito do APED Retail Summit, que decorreu no Museu do Oriente, em Lisboa, refletem uma subida de 3,9% no retalho alimentar, onde o destaque vai para a categoria bebidas (8,5%), seguida da higiene e limpeza (4,1%) e mercearia (4%).

No retalho não alimentar o desempenho também foi positivo, com um crescimento de 3,8% face a 2016, liderado pelo segmento de equipamentos de telecomunicações (13,8%), onde a APED destaca o crescimento de produtos como auriculares (46,5%), wearables e acessórios para telemóveis e tablets (17,3%) e smartphones (12,1%).

As categorias de entretenimento e de grandes eletrodomésticos cresceram 11,5% e 10,7%, respetivamente. Já a informática protagonizou uma quebra de 0,3%, pressionada pelos tablets (-11,2%)

A quota de mercado da marca própria da distribuição teve uma subida ligeira, de 0,1 pontos percentuais, fixando-se nos 33,4%,

O peso da atividade promocional nas vendas é de 45%, 1,2 pontos percentuais acima de 2016.

Com informações do Expresso
CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Rio Verde está na rota de eventos esportivos de aventura da Fundesporte
Falecimento
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos Atriz estava internada desde 15 de abril
Tempo
Domingo de tempo firme e grande amplitude térmica em Mato Grosso do Sul
São Paulo
Bruno Covas perde luta contra o câncer e morre
Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande
Saúde
Após ultrapassar mais de seis mil mortes, MS registra 653 novos casos da Covid-19
Mato Grosso do Sul
Novos secretários da Casa Civil e da Cidadania tomam posse nesta segunda-feira
Campo Grande
Infestação de pragas urbanas alarma moradores de Campo Grande