Menu
Busca Sex, 03 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Juros altos

Mesmo com queda na taxa média em março, juros do cartão de crédito chegam a 323% ao ano, diz Anefac

09 abril 2018 - 09h22Por Redação Notícias VIP
As taxas de juros média das operações de crédito voltaram a cair em março, após terem a primeira elevação em fevereiro, interrompendo 14 quedas seguidas. No entanto, de todas as seis linhas pesquisadas, a do cartão de crédito foi a única que apresentou alta. A pesquisa foi feita pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac).

A taxa de juros média geral para pessoa física apresentou redução de 0,41% no mês (0,59% em 12 meses), passando de 7,33% ao mês (133,7% ao ano) em fevereiro para 7,30% ao mês (132,91% ao ano) em março. É a menor taxa de juros desde janeiro.

Segundo a entidade, o resultado pode ser atribuído à redução da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central, que caiu para 6,5% ao ano no mês passado, à expectativa de nova redução ante uma inflação menor e à melhora no cenário econômico, que reduz a inadimplência.

No entanto, nas operações de cartão de crédito, houve uma elevação de 0,79%, passando de 12,67% ao mês (318,50% ao ano) em fevereiro para 12,77% ao mês (322,98% ao ano) em março. É a maior taxa desde novembro de 2017 (12,89% ao mês ? 328,42% ao ano).

As demais cinco linhas de crédito pesquisadas reduziram as taxas de juros no mês (cheque especial, juros do comércio, CDC-bancos-financiamento de veículos, empréstimo pessoal-bancos e empréstimo pessoal-financeiras) - veja mais detalhes abaixo.

Cheque especial

Houve uma redução de 0,33%, passando de 12,18% ao mês (297,18% ao ano) em fevereiro para 12,14% ao mês (295,48% ao ano) em março. É a menor taxa desde janeiro (12,12% ao mês ? 294,64% ao ano).

Juros do comércio

Houve uma redução de 0,74%, passando de 5,44% ao mês (88,83% ao ano) em fevereiro para 5,40% ao mês (87,97% ao ano) em março. É a menor taxa desde outubro de 2015 (5,35% ao mês ? 86,90% ao ano).

Empréstimo pessoal - bancos

Houve uma redução de 2,37%, passando de 4,22% ao mês (64,22% ao ano) em fevereiro para 4,12% ao mês (62,33% ao ano) em março. É a menor taxa desde janeiro (4,10% ao mês ? 61,96% ao ano).

Crédito direto ao consumidor ? bancos e financiamento de automóveis
A taxa de juros caiu 1,02%, passando de 1,97% ao mês (26,38% ao ano) em fevereiro para 1,95% ao mês (26,08% ao ano) em março. É a menor taxa desde janeiro de 2015 (1,90% ao mês ? 25,34% ao ano).

Empréstimo pessoal - financeiras

A taxa de juros teve redução de 1,07%, passando de 7,50% ao mês (138,18% ao ano) em fevereiro para 7,42% ao mês (136,06% ao ano) em março. É a menor desde janeiro de 2015 (7,40% ao mês ? 135,53% ao ano).

Pessoa jurídica

Das três linhas de crédito pesquisadas, todas foram reduzidas no mês. A taxa de juros média geral apresentou redução de 1,2% no mês (1,47% em 12 meses), passando de 4,16% ao mês (63,08% ao ano) em fevereiro para 4,11% ao mês (62,15% ao ano) em março. É a maior taxa de juros desde agosto de 2015.

Perspectivas

Para a Anefac, ainda que as taxas de juros das operações de crédito continuem elevadas, com a melhora do cenário econômico e o menor risco de crédito, a tendência é que haja redução nos próximos meses.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Coronavirus
Jornalista que zombava da Covid 19 e chamava de maricas os que tinham preocupação, morre do novo Coronavirus.
Brasíl e Mundo
Casos globais de coronavírus ultrapassam 11 milhões
Campo Grande
Jovem desaparecida, foi localizada morta em frente a um comércio, sob um cobertor e próximo de sua casa.
Campo Grande
Lixo e animais peçonhentos na cidade do Trad
Educação
Renato Feder pode ser confirmado ainda nesta sexta como novo ministro da Educação
Direito do trabalhador
Ministro nega recurso em ação sobre correção de dívidas trabalhistas
Lava jato
Tucanos com altas plumagens são pegos pela Federal
Meio Ambiente
Incêndio ameaça escola rural do Jatobazinho
Campo Grande
Prefeito Trad deixa buraco na Duque de Caxias causando acidentes e tumulto no trânsito
Saúde
Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados