Menu
Busca Qui, 22 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
Perda

MUNICÍPIOS DE MS DEIXAM DE RECEBER R$ 326,9 MILHÕES EM ROYALTIES

27 abril 2018 - 10h42Por Redação Notícias VIP
As 79 prefeituras de Mato Grosso do Sul deixaram de receber R$ 326,921 milhões em royalties da exploração do petróleo nos últimos cinco anos por causa de liminar do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu a eficácia da Lei 12.734/2012. No período, os gestores municipais do Estado receberam apenas 19,39% a que teriam direito, de acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), já que entraram nos cofres municipais R$ 78,669 milhões, mas o valor chegaria a R$ 405,591 milhões pelas regras anteriores à decisão judicial.

Para tentar reverter esse quadro, a entidade está mobilizando os prefeitos para que encaminhem à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, o "manifesto dos prefeitos e municipalistas", no qual pede o julgamento em plenário da ADI 4719, que dispõe sobre os royalties do petróleo. Atualmente, com a suspensão da lei que prevê distribuição equitativa, o recebimento das receitas fica restrito a alguns entes.

No documento, é afirmado que os "efeitos práticos da liminar, passados 5 anos de produção de petróleo desde a decisão monocrática, o conjunto de municípios e estados brasileiros deixou de arrecadar R$ 48 bilhões por meio do Fundo Especial do Petróleo". 

Com informações do Correio do Estado
news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil e Mundo
Recusa de Bolsonaro à vacina chinesa repercute no mundo
Política
Kassio Nunes afirma em sabatina que podem ser feitas correções na Lava Jato
Brasil
Operação Índia cumpre mandados no DF e em cinco estados
Saúde
Morre brasileiro voluntário para vacina de Oxford
Pastor hipócrita
Pastor é preso por abuso dentro de ônibus e diz que 'caiu em tentação'
Brasil
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, está com covid-19
Operação Arla 32
PRF participa de operação de combate a adulteração de combustíveis e Arla 32
Saúde
Não há intenção de compra de vacina chinesa, diz secretário
Política
Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac
Brasilia
Nunes fala de independência de Poderes e ativismo judicial, no Senado