Menu
Busca Qui, 21 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
Reajuste

Prévia da inflação oficial fica em 0,21% em abril, aponta IBGE

20 abril 2018 - 08h26Por Redação Notícias VIP
O índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,21%, conforme divulgado nesta sexta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi a menor taxa para um mês de abril desde 2006, quando o índice registrou 0,17%.

O IBGE destacou que a variação acumulada no ficou em 1,08% em abril, o que representa o menor nível para os quatro primeiros meses do ano desde a implantação do Plano Real, em 1994. O acumulado dos últimos doze meses permaneceu em 2,80%, igual ao dos 12 meses imediatamente anteriores.

Em março, o IPCA-15 ficou em 0,10%. O que puxou a alta em abril, segundo o IBGE, foi o grupo que inclui itens de saúde e de cuidados pessoais, que teve a maior variação entre os nove grupos de produtos e serviços pesquisadospesquisados e que mais impactou no resultado. Os reajustes nos preços dos planos de saúde (1,06%) e dos remédios (0,63%) exerceram as principais pressões para o aumento.

Dos nove grupos pesquisados, somente Comunicação apresentou queda de preços de março para abril.

Veja as variações dos grupos pesquisados:

Comunicação: -0,15%

Alimentação e Bebidas: 0,15%

Habitação: 0,26%

Artigos de Residência: 0,13%

Vestuário: 0,43%

Transportes: 0,12%

Saúde e Cuidados Pessoais: 0,69%

Despesas Pessoais: 0,06%

Educação: 0,02%

Segundo o IBGE, a queda de 0,15% do grupo Comunicação foi influenciada, principalmente, pelo queda de 0,45% em telefonia fixa, em função da redução nas tarifas das ligações locais e interurbanas de fixo para móvel em vigor desde 25 de fevereiro.

Frutas puxam alta dos alimentos

O grupo de alimentação e bebidas registrou alta de 0,15% depois de ter apresentado queda de 0,07% em março. A alta, segundo o IBGE, foi influenciada pelos preços das frutas, que ficaram, em média, 6,07% mais caras. Também tiveram alta os preços de produtos como o leite longa vida (4,92%). E a alimentação fora de casa ficou 0,73%.

Dos alimentos que registraram queda em abril o IBGE destacou as carnes (-1,03%), o tomate (-6,85%) e o frango inteiro (-3,23%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Foto de Eduardo Bolsonaro como 'sheik' em Dubai causa onda de críticas; deputado defende gastos
Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada