Menu
Busca Seg, 18 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Operação Trapaça

UE proíbe importação de 20 frigoríficos brasileiros a partir de amanhã

15 maio 2018 - 13h56Por Redação Notícias VIP
Entra em vigor amanhã (16) a proibição de importação de carne de frango de 20 frigoríficos brasileiros 12 deles pertencentes à BRF  pelos países que compõem a União Europeia.

A decisão foi tomada pela Comissão Europeia em abril, após a terceira etapa da Operação Carne Fraca, deflagrada em março do ano passado pela Polícia Federal, com o objetivo de investigar denúncias de fraudes cometidas por empresários e fiscais agropecuários federais.

A Operação Trapaça - terceira fase da Carne Fraca - teve como alvo a BRF, dona da Sadia e Perdigão. O grupo é investigado por fraudar resultados de análises laboratoriais relacionados à contaminação pela bactéria Salmonella pullorum. Em nota, a BRF negou riscos para a saúde para população.

Com a limitação da exportação para o mercado europeu, a expectativa é de que aumente a oferta no mercado interno, o que tornará o frango mais barato momentaneamente para o consumidor brasileiro. Por outro lado, poderá resultar em demissões no setor. As vendas para a União Europeia já vinham apresentando quedas. De acordo com o Ministério da Agricultura, no ano passado, o Brasil exportou 201 mil toneladas para o bloco. Em 2007, chegou a exportar 417 mil toneladas. Em valores, no ano passado, foram exportados US$ 765 milhões em frango.

Projeção feita recentemente pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) indica que o embargo da União Europeia ao frango brasileiro deverá gerar, neste ano, perda de 30% sobre o total do produto exportado pelo Brasil para o bloco, que é composto por 28 países. A decisão de embargo terá impacto em 20 plantas exportadoras (unidades de produção) de nove empresas. De acordo com a ABPA, o Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo. Ao longo de quatro décadas, o país embarcou mais de 60 milhões de toneladas de carne de frango, em mais de 2,4 milhões de contêineres para 203 países.

No final de abril, os ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) autorizaram por unanimidade o início das tratativas de abertura de contencioso junto à Organização Mundial do Comércio (OMC), contestando barreiras impostas pela União Europeia à carne de frango brasileira. Na manifestação, a Camex argumenta que, apesar de a comunidade europeia argumentar tratar-se de questão sanitária, bastaria aos frigoríficos brasileiros pagarem uma tarifa de 1.024 euros por tonelada e mandarem tudo como carne in natura, produto que entra no bloco sem problemas sanitários.
Fonte:Agência Brasil
violência contra a mulher 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo federal
Vacinação contra covid-19 começa ainda hoje nos estados, diz Pazuello
Trânsito
DPVAT: Seguro obrigatório não será cobrado em 2021
Covid 19 em MS
Secretário de Saúde do MS anunciou trazer vacinas contra Covid 19
Tempo
Meteorologia prevê semana chuvosa em Mato Grosso do Sul
Vacina
Enfermeira negra é primeira pessoa vacinada contra covid-19 no Brasil
Vacina
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
Campo Grande
Briga de trânsito na V. Aimoré termina com agressão a facão
Covid 19 em MS
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado
Campo Grande
Veja exemplos de jovens que evitam aglomerações para impedir contágio do coronavírus
Polícia
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes