Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Economia

Urgente! Caixa vai ampliar para 90 dias a suspensão de pagamento de dívidas

28 março 2020 - 15h03

Devido à pandemia que está acontecendo, diversos bancos entre outras instituições estão tomando medidas para ajudar seus clientes durante esse momento difícil. A Caixa Econômica Federal anunciou, inicialmente, a possibilidade de pausar, em até 60 dias, os pagamentos de prestações de contratos de empréstimo, incluindo habitacionais, que podem ter sido firmados por pessoas físicas e jurídicas.

No entanto, a instituição afirmou que vai ampliar o período para suspensão do pagamento de dívidas parceladas para 90 dias. A medida oferecida vai ser válida para pessoas físicas e empresas. A prorrogação vai ser garantida para quem está adimplente com o banco.

A Caixa também revelou que diminuiu juros nas linhas de crédito pessoal. Neste caso, o consignado será de 0,99% ao mês. O penhor será a partir de 1,99%, e o CDC ficará em 2,17%.

Para as micro e pequenas empresas, vai haver uma redução de juros será de até 45% nas linhas de capital de giro. Quanto às respectivas taxas, estas serão de 0,57% ao mês.

“Medidas importantes estão sendo anunciadas essa semana a clientes e funcionários. Faremos redução de juros, postergaremos mensalidades e prestações imobiliárias”, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

O presidente da Caixa também disse que a prorrogação nas prestações imobiliárias vai estar disponível via aplicativo. Segundo Pedro, o valor das parcelas não será cobrado agora, mas elas deverão ser pagas juntas e integralmente após o término do prazo estendido.

Além disso, os valores serão incorporados proporcionalmente no saldo remanescente do cliente.

“Temos a maior base de capital de todos os bancos, um volume de caixa muito forte. Vamos injetar dinheiro na economia de forma direta e indireta. Vamos dar capital de giro para intermediários que fale com as empresas pequenas e fazer de maneira muito mais eficiente. Vamos fazer isso via operações de FIDC [Fundos de Direitos Creditórios]”, disse Guimarães.

Saiba como solicitar a pausa de pagamentos sem sair de casa

Com o objetivo de evitar aglomerações nas agências e ao mesmo tempo continuar atendendo os clientes e beneficiários, a Caixa oferece a possibilidade de pausar prestações de contratos de habitação de maneira digital.

Através do aplicativo APP Habitação Caixa, disponível para Android e em breve iOS, os clientes podem realizar a operação em casa.

A Caixa também disponibiliza atendimento pelos telefones 3004-1105 ou 0800 726 0505.

Medidas do Governo

O Governo Federal junto com instituições financeiras estão adotando diversas medidas para preservar a saúde pública e diminuir ao máximo o impacto econômico do coronavírus.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou recentemente que R$ 147,3 bilhões estão sendo destinados para ações de enfrentamento. A operação tem como foco trabalhadores formais, aposentados e empresas. Sobre o assunto, ele disse:

“Uma grande preocupação que o presidente sempre teve é o mercado informal. São 38 milhões de brasileiros que estão nas praias vendendo mate, vendendo cocada pela rua, entregando coisas, os flanelinhas. Todo esse pessoal dos autônomos. De repente quando a economia para e as pessoas ficam em casa, não é só o restaurante”

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito