Menu
Busca Seg, 16 de setembro de 2019
(67) 9.9928-2002
CASO NEYMAR - O estuprador

"A polícia está comprada, não é? Estou louca?", questiona Najila Trindade

11 junho 2019 - 16h00

Em entrevista ao SBT na noite de ontem, Najila Trindade - que acusa Neymar de estupro - questionou a conduta das autoridades em relação ao suposto arrombamento de seu apartamento localizado na zona sul de São Paulo. A modelo falou que a "polícia está comprada".

O advogado Danilo Garcia de Andrade, que estava representando Najila Trindade, decidiu deixar o caso após a modelo não entregar a íntegra de um suposto vídeo, citado como peça importante contra Neymar. A acusadora afirma que a gravação está em um tablet rosa que teria sumido de seu apartamento. Até o momento, foram exibidos 66 segundos de um vídeo que teria sete minutos.

"Eu queria muito saber", falou Najila ao SBT quando questionada sobre a localização do tablet. "Invadiram meu apartamento assim quando as coisas deram confusão", acrescentou a modelo.

A polícia foi ao apartamento para colher digitais e fazer uma perícia para investigar o arrombamento. Apesar disso, só foram encontradas as marcas de Najila e de uma funcionária que trabalha na residência.

"A polícia está comprada, não é, ou não? Estou louca?", falou Najila quando o jornalista Roberto Cabrini falou sobre a investigação da polícia.

By: Uol Notícias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caso raro!
Um redemoinho de fogo assustou produtores rurais na região rural de Santa Helena de Goiás
Economia
Preço do petróleo sobe após ataques na Arábia Saudita
Campo Grande
É o civismo pré-campanha eleitoral dos Vereadores da capital.
Sequestro
Pai pede para segurar bebê e sequestra criança em praça em MS
Interior
Fogo atinge fazenda de Bodoquena e avança em direção à área urbana
50 TIROS
Casal e criança são mortos com cerca de 50 tiros, em Ponta Grossa
Política
Bolsonaro fala sobre julgamento envolvendo autor de facada
Briga causada pelo dinheiro
MS: Homem que matou amigo por causa de moai vai para prisão domiciliar com tornozeleira
Política
Deputado banca bebida alcoólica com dinheiro público
15MIL
Adolescentes fingem ser clientes para roubar R$ 15 mil em joias