Menu
Busca Ter, 14 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Famosos

Anitta pode ganhar mais um irmão após 31 anos. Entenda

O pai da artista, Mauro Machado, conhecido como Painitto, teria tido um envolvimento com um mulher, moradora de Duque de Caxias (RJ)

17 outubro 2019 - 12h12Por Metrópoles

Afamília da cantora Anitta pode crescer em breve. Segundo a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o pai da artista, Mauro Machado, conhecido como Painitto, teria tido um envolvimento com um mulher, moradora de Duque de Caxias (RJ), há 31 anos.

Os dois terminaram o relacionamento e perderam o contato. No entanto, desse affair teria nascido um menino, que, hoje, serve ao Exército brasileiro e tem uma filhinha. De acordo com Fábia, o rapaz é muito parecido com Anitta antes das cirurgias que fez no rosto. E, ao contrário do irmão, Renan Machado, tem o tom da pele mais parecido com o do pai.

Os nomes dos envolvidos foram preservados em respeito à família. A assessoria de imprensa de Anitta disse que não vai comentar o assunto, mas que estão dispostos a acolher o rapaz caso seja comprovada a paternidade. Já a mãe do suposto novo irmão de Anitta não quis falar sobre a situação. Com informações, Metrópoles.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer
Política
Governo vai enviar PL com penas mais rígidas para violência sexual
Saúde
Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos
Brasília
Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
Saúde
Crise do coronavírus pode ficar "pior e pior e pior", alerta OMS Reuters Staff
Brasíl e Mundo
Estudante de veterinária levou uma picada da terrível naja tinha outras cobras exóticas
Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras
Bolsonaro e Coronavirus
Reabertura precoce transforma Brasília em epicentro da Covid-19