Menu
Busca Dom, 01 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
FAMOSOS

Família de Michael Jackson processa HBO em US$ 100 milhões por documentário controverso

22 fevereiro 2019 - 14h00

A família de Michael Jackson entrou com um processo milionário para impedir que a HBO exiba o controverso documentário sobre a relação do cantor com duas crianças nos anos 80. “Leaving Neverland” será dividido em duas partes e tem previsão de ir ao ar nos dias 3 e 4 de março, nos Estados Unidos.

De acordo com o site “Blast”, advogados da família do Rei do Pop entraram com uma ação contra o canal americano alegando que a existência de um contrato entre a HBO e Michael Jackson, firmado em 1992, impede a emissora de falar negativamente do artista. Se perder a ação, a HBO terá que pagar US$ 100 milhões para a família Jackson.

O documentário, que ganhou o seu primeiro trailer nesta semana, vai mostrar a história de dois homens que relatam supostos abusos sexuais cometidos por Michael Jackson. De acordo com o filme, o cantor pop conheceu Wade Robson e Jimmy Safechuck no fim da década de 1980, quando eles tinham, respectivamente, 7 e 10 anos. Com informações, Jovem Pan.

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana