Menu
Busca Seg, 14 de outubro de 2019
(67) 9.9928-2002
Polêmica

Pastor sacrifica cabra durante o culto e causa polêmica

O pastor disse que o ato foi para relembrar morte de Cristo na cruz

12 outubro 2019 - 16h16Por Fuxico Gospel

Um fato no mínimo bizarro provocou a indignação de milhares de pessoas ao redor do mundo. Um pastor decidiu sacrificar uma cabra dentro do templo do Ministério MIEL no município de San Marcos, Honduras, durante um culto, para lembrar a morte de Cristo.

O pastor identificado como René Henríquez subiu em uma mesa enquanto alguns fiéis seguravam uma cruz de madeira por trás do animal.

Em seu discurso ele afirmou que queria exemplificar de maneira “realista” o sacrifício que Jesus viveu antes da crucificação.

De acordo com informações do portal Noticia Cristiana, Henriquez pegou o animal e disse que, como Jesus, “ele não sabia que estava sendo levado para o matadouro”. Dessa maneira, eles se lembrariam da “Paixão e morte de Jesus”.

Após alguns minutos de pregação o pastor disse: “Há alguém aqui que deve morrer; Estou exemplificando isso esta noite para descrever a você que o sangue de Jesus está vivo”.

Depois de matar a cabra, ele manchou as mãos com sangue e limpou-as com a camisa branca, enquanto repetia: “Seu sangue foi derramado, seu sangue foi derramado”. 

A ação do pastor dividiu a opinião dos fieis, enquanto alguns movidos pela emoção aplaudiram o líder, outros mostraram insatisfação com a exemplificação.

Uma pessoa filmou a cerimônia e compartilhou nas redes sociais, o que acabou causando toda polêmica. “Infelizmente, como eles manipulam pessoas humildes”, lamentou um crítico.

Uma queixa feita pela organização de resgate e proteção de animais hondurenha La Casa de Noé, foi prestada contra o pastor, e foi exigido das autoridades uma investigação minuciosa e punição para René Henriquez  de acordo com a lei de proteção animal. Com informações, Fuxico Gospel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Tufão Hagibis causa dezenas de mortes no Japão
Jogo de ontem
Zagueiro Marquinhos reconhece atuação ruim da seleção em Cingapura
Interior
Ao sair de festa, jovem é abordado por 10 rapazes e esfaqueado em Aquidauana
Polêmica nas redes sociais
Eduardo Bolsonaro ironiza sigla LGBT em camiseta
Caixa das laranjas
Notas fiscais reforçam a suspeita de caixa 2 na campanha do PSL de 2018
Campo Grande - sem efetividade
Trad não consegue evitar aumento de acidentes
Justiça
Justiça determina que governo contenha avanço de óleo em Sergipe
Interior
Três moradores em Guia Lopes são mortos e um é ferido na boca em possível tentativa de latrocínio em Corumbá
Internacional
Mercosul e Prosul apoiam governo do Equador e pedem fim dos protestos
Capital
Semana começa com calor de 40°C e chuva em todas as regiões de MS