Menu
Busca Ter, 14 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Saúde Pública

Ex-técnico Renê Simões testa positivo para o COVID-19

30 março 2020 - 20h00Por Plantão de Esportes
 

Três dias após testar positivo para a Covid-19, René Simões participou - remotamente - da edição de hoje (30) do Expediente Futebol, do Fox Sports. O comentarista celebrou o fim da de seu isolamento e afirmou estar imune à doença.

"No dia 16 de março, senti muita dor de cabeça, dores no corpo e minha garganta fechou. Fui ao hospital e o médico fez um teste do Coronavírus e me disse que eu receberia o resultado dali a três ou quatro dias. Fui para casa e decidi entrar em isolamento total: entrei no meu quarto, fechei a porta, avisei minha esposa e minha filha para não entrarem no quarto por 14 dias. Isso sem saber se estava ou não com o Coronavírus. [...] No 11º dia, quando recebi a notícia de que o teste deu positivo, eu fiquei até contente. Acredito que já criei os anticorpos e, agora, com 14 dias cumpridos já pude sair do meu 'cativeiro' e estou imune. Esse vírus não me pega mais. É óbvio que eu tenho que tomar todos os cuidados para não pegar esse vírus de alguém e passar. Mas não eu pego mais, estou imune"

 

Fonte: UOL Noticia

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer
Política
Governo vai enviar PL com penas mais rígidas para violência sexual
Saúde
Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos
Brasília
Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
Saúde
Crise do coronavírus pode ficar "pior e pior e pior", alerta OMS Reuters Staff
Brasíl e Mundo
Estudante de veterinária levou uma picada da terrível naja tinha outras cobras exóticas
Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras
Bolsonaro e Coronavirus
Reabertura precoce transforma Brasília em epicentro da Covid-19