Menu
Busca Seg, 18 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
ESPORTES

Flamengo vence América-MG na despedida de Julio Cesar

Por Carol Assis
No dia da despedida do goleiro Julio Cesar dos gramados, Henrique Dourado também foi protagonista e marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o América-MG na noite de sábado, no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

O triunfo comandado pelo centroavante foi o primeiro do time carioca na competição nacional. Na estreia, em jogo cheio de polêmicas da arbitragem, empatou fora de casa com o Vitória.

Assim, o time dirigido por Maurício Barbieri soma quatro pontos no torneio e volta a vencer um jogo oficial - derrotou o Atlético-GO em amistoso - após mais de um mês, o que dá mais tranquilidade para os próximos compromissos do time na temporada e diminui a pressão da torcida, que chegou até a pichar o muro da Gávea após o empate em 1 a 1 com o Santa Fe, da Colômbia, pela Copa Libertadores.

Além disso, segue ostentando um tabu considerável sobre o América-MG. Não perde para o time mineiro há 18 anos no Maracanã. São nove partidas nesse período, com um empate e oito vitórias do time carioca.

Julio Cesar se despediu com êxito no breve retorno ao clube que o projetou. Nos dois jogos defendendo a meta rubro-negra, não sofreu gols e saiu invicto, já que o time vencer as duas partidas - 3 a 0 contra Boavista e, agora, 2 a 0 diante do América-MG.

a partida que marcou seu adeus, o goleiro não fez apenas figuração. Pelo contrário. Foi protagonista e determinante para a vitória com, ao menos, três boas defesas. A principal delas em cabeceio de Juninho, já nos últimos instantes do último de seus 286 jogos com a camisa do clube.

Em campo, o Flamengo teve dificuldades contra um organizado América-MG. Começou pressionando, mas parou na falta de criatividade e, nos primeiros momentos, abusou das bolas lançadas à área. Foi pelo alto, porém, a origem do primeiro gol do time carioca. Aos 28 minutos, Vinícius Júnior cruzou e Henrique Dourado apareceu atrás da zaga, na segunda trave, para cutucar para o gol e abrir o placar no Maracanã.

O gol fez bem ao time, que aumentou a vantagem sete minutos depois do primeiro gol, novamente com Henrique Dourado. O centroavante sofreu pênalti do goleiro Jori e, como de costume, bateu com muita frieza para deixar o Fla mais tranquilo na partida.

Na etapa final, o Flamengo se retraiu demais, limitando-se a defender e deixou a desejar. Se não fosse pela segurança de Julio Cesar com pelo menos três boas aparições no chute de Serginho e nas cabeçadas de Rafael Moura e Juninho, a equipe poderia ter sofrido o empate e a festa do ídolo flamenguista teria tido menos brilho.

Após a partida, Julio Cesar, com a sensação de missão cumprida, chorou muito, brincou com os companheiros, deu a volta olímpica no Maracanã e foi aplaudido de pé pelos mais de 50 mil torcedores presentes no estádio, que voltaram a entoar: Melhor goleiro do Brasil, para o agora ex-jogador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada
Brasília
Senado aprova texto-base de nova Lei de Improbidade Administrativa