Menu
Busca Dom, 26 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Esporte

Haras de Campo Grande sedia prova de três tambores no sábado

18 dezembro 2020 - 14h04Por AB - EBC

O Governo do Estado apoia, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), a 1ª Prova COTTMS de Três Tambores. A competição, organizada pela Comissão Organizadora dos Três Tambores de Mato Grosso do Sul (COTTMS), acontecerá neste sábado (19), a partir das 9 horas, no Haras Nevada, em Campo Grande. Protocolos severos de biossegurança serão adotados em razão da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Participarão do evento aproximadamente 150 competidores/as de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. De acordo com a organização, o esporte tem presença predominantemente feminina, cerca de 90% do público nas competições. As disputas serão divididas em sete categorias: test horse, mirim, infantil, tira-teima, jovem, feminino e mala-de-louco.

A modalidade consiste em uma prova no qual o conjunto (cavalo-cavaleiro ou cavalo-amazona) precisa contornar três tambores, dispostos triangularmente em uma arena, no menor tempo possível. Assim que o focinho de um cavalo/égua cruza a linha de partida, um dispositivo eletrônico, por meio de sensor, inicia a contagem do tempo.

Conforme as regras oficiais, estruturadas pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), o primeiro tambor tem de ser contornado com um giro de 360°, da esquerda para a direita. Os dois últimos tambores também deverão ser contornados totalmente, entretanto, da direita para a esquerda. Somente após ter contornado os três tambores, o participante deverá se dirigir para a linha de chegada.

Além disso, ao derrubar um tambor, o competidor é penalizado com o acréscimo de cinco segundos no seu tempo final de prova. O esporte exige, acima de tudo, velocidade e coordenação motora por parte do atleta, além da sintonia junto ao animal.

Medidas de biossegurança

Por conta da Covid-19, a COTTMS aplicará medidas de biossegurança rígidas. As provas serão desenvolvidas obedecendo a um distanciamento. A utilização de máscara será obrigatória durante todo o evento, desde a chegada, permanência, antes e após as atividades. Cada cavaleiro/amazona deverá levar sua própria água em garrafas individuais.

Superfícies do haras serão higienizadas frequentemente. Recipientes com álcool em gel 70% estarão à disposição dos atletas em diversos pontos no haras. Avisos sobre o cumprimento das medidas sanitárias serão feitos frequentemente, além de intensa fiscalização.

Segundo os organizadores, a competição não será aberta ao público e só poderão entrar atletas, proprietários de animais, treinadores, veterinários e demais membros de estafe, que terão temperatura corporal aferida na entrada. Não haverá cerimônia de pódio, a fim de evitar o contato entre cavaleiros e amazonas. A premiação será individual.

Lucas Castro, Fundesporte

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Croquete de mandioca com carne: petisco saboroso e prático
Politicos
Vai vendo Brasil!
Religiosos
Padre é preso por desviar dinheiro da igreja para orgias gays e drogas
Brasil e Mundo
Covid-19: Brasil registra 19,4 mil casos e 699 mortes em 24h
Justiça
STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS
Geral
Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G
Inclusão
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência
Campo Grande
Preso em ação contra corrupção em MS era o 'braço direito' do ex-prefeito e 'quem assinava os cheques', diz polícia
Operação Policial
Polícia Federal faz operação para combater fraude no INSS do Amazonas
Campo Grande
Ameaça de delação de Gilmar Olarte causa 'espanto', afirma procurador-chefe do MP