Menu
Busca Qua, 16 de outubro de 2019
(67) 9.9928-2002
Justiça

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão na sede do Cruzeiro

A diretoria do clube disse que apoia as investigações, mas lamentou que seja às vésperas das quartas de final da Copa do Brasil

09 julho 2019 - 14h30

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - A crise no Cruzeiro parece não ter fim. A Polícia Civil de Minas Gerais realiza mandados de busca e apreensão nas dependências do clube e nas residências de dirigentes e agentes ligados à cúpula na manhã desta terça-feira (9).

A diretoria diz apoiar as investigações por meio de nota, mas lamenta que seja às vésperas das quartas de final da Copa do Brasil, que o time celeste começará a disputar na quinta-feira (11), em confronto de ida com o rival Atlético-MG.

Os agentes foram à sede administrativa, aos dois centros de treinamentos (Toca da Raposa I e Toca da Raposa II), à sede da Máfia Azul (maior torcida organizada) e às sedes das empresas IMM Assessoria e Consultoria Esportiva (ligada a Itair Machado) e Status Assessoria (ligada a Sergio Nonato dos Reis).

Há mandado também para busca e apreensão nas residências do presidente do clube, Wagner Pires de Sá, do vice de futebol, Itair Machado, do diretor-geral, Sergio Nonato dos Reis, dos agentes Carlinhos Sabiá e Ângelo Pimentel, e do empresário Cristiano Richard dos Santos Machado, que emprestou R$ 2 milhões aos mineiros no ano passado.

O Cruzeiro é investigado pela Polícia Civil por supostas transações irregulares, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. O inquérito teve início em maio de 2019, logo após a veiculação de uma reportagem pelo "Fantástico" (TV Globo).

Uma das irregularidades era a cessão de 20% dos direitos econômicos de uma criança de 11 anos à época (Estevão William). Depois de contrair o empréstimo citado com o empresário Cristiano Richard, em março de 2018, a diretoria cedeu direitos de dez atletas para realizar o pagamento do empréstimo.

O clube deu a seguinte explicação à época: "O Cruzeiro firmou contrato de mútuo (empréstimo) com o Sr. Cristiano Richard em março de 2018, em momento de grande dificuldade financeira e para fazer frente a pagamentos emergenciais como impostos, encargos financeiros e outros compromissos. Entretanto, o Cruzeiro nunca firmou contrato intermediação desportiva de atletas com o Sr. Cristiano Richard, sendo que o pagamento feito ao mesmo diz respeito somente à liquidação (parcial) do empréstimo, conforme contrato mencionado".

Confira, abaixo, a nota oficial divulgada pelo Cruzeiro:

"A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube vem a público manifestar seu apoio às apurações das denúncias feitas pelo programa Fantástico, da Rede Globo, no dia 26 de maio passado.

O Clube informa que entregou às autoridades toda a documentação solicitada para a investigação.Lamentamos apenas que este fato esteja acontecendo exatamente às vésperas de uma decisão importante na Copa do Brasil.

O Cruzeiro Esporte Clube informa que continuará à disposição das autoridades competentes para quaisquer tipos de outros esclarecimentos necessários.

Belo Horizonte, 9 de julho de 2019".

Com informações, Esporte/Notícias ao Minuto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
"Eu quero provar que Moro é o bandido, não eu", diz Lula à RTP
Famosos
16 de outubro : aniversário de 90 anos de Fernanda MontenegroConfira alguns momentos marcantes deste dia!
Frota sugere Pabllo Vittar para ministério: ‘No lugar da Damares, faria melhor’
Fortaleza
Governo do Ceará não confirma morte em prédio que desabou
Polícia
Chamaram -no de covarde que corumbaense era covardeCorumbaense
Exame para identificar vírus Zika é comercializado no país
Tragédia
Mortos por tufão no Japão chegam a 69. Dez seguem desaparecidos
Política
Maioria do Brasil considera que Lava Jato cometeu excessos
Nordeste brasileiro
CAIXAS MISTERIOSAS DE NAVIO DA 2ª GUERRA MUNDIAL APARECEM NO NORDESTE
Inacreditavel
Após ser abandonada grávida, empresária dá a volta por cima e emprega ex-namorado