Menu
Busca Ter, 22 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
BRIGA

Técnico da seleção da Bolívia troca socos e ameaça funcionário de morte

Por Carol Assis
O treinador da seleção da Bolívia, Mauricio Soria, se envolveu em uma briga na quarta-feira (18) e, por isso, pode perder o emprego no time nacional. De acordo com a imprensa do país, o técnico trocou socos com um funcionário pessoal, identificado como Manuel Talamani, que teria lavado o carro do técnico com as janelas abertas.

A briga aconteceu no meio da rua e a polícia foi acionada.
Mauricio Soria não falou sobre o caso à imprensa. No entanto, alguns jornais divulgaram a versão que teria sido relatava a polícia.

A pessoa com a qual tenho esse incidente é Manuel Talamani, um dos meus trabalhadores que, esta, reagiu contra a minha pessoa de forma agressiva e ofensiva quando chamei sua atenção por estar lavando minha caminhonete com as janelas abertas. Minha resposta, para evitar maiores incidentes, foi dizer a ele que se fosse da minha casa e que não trabalharia mais para nossa família. Quando dei a volta para ingressar ao meu domicílio, na presença da minha esposa, esse sujeito me deu um soco no olho direito, lesão que pode ser constatada - teria dito o comandante boliviano à polícia, que mostrou o resultado da briga: um olho roxo.

Talamani concedeu entrevista ao canal de televisão Unitel e negou a versão do técnico.
Ele me golpeou. Não fiquei com as mãos cruzadas e respondi. Dei uma no olho dele. Ele me disse olha o que você fez, e, logo depois, disse à mulher traga-me uma pistola, vou matar esse filho da p*, contou o funcionário.

O presidente da Federação Boliviana de Futebol, César Salinas, disse ao canal Diez que vai conversar com Mauricio Soria sobre a confusão e deixou o futuro do técnico em aberto.

Vou ter uma reunião com ele para ter um critério claro do que aconteceu, mas considero que o treinador da seleção precisa ter uma conduta exemplar, afirmou.

Vale lembrar que a Bolívia não vai à Copa.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Campo Grande tem 28.593 casos e 463 novos óbitos
Paranaíba
Filho que bate em mãe, se dá muito mal.
Brasíl
Nem Moro, Nem Azevedo, Nem Bolsonaro e nem Marito , eles todos não conseguiram dar garantias de segurança na fronteira" disse jornalista paraguaio.
Brasilia
Ao STF, Aras diz que decisão sobre reeleição de comandos da Câmara e Senado é assunto interno
Brasíl
Brasil acumula 4,55 milhões de casos e 137,2 mil mortes por covid-19
Rio Verde de Mato Grosso
Prefeito se envolve em confusão e foi filmado onde um outro homem aparece com arma na mão.
Brasíl
Agência Brasil explica o que é o Sistema S
Brasíl
Trabalhadores nascidos em dezembro recebem hoje crédito do FGTS Pagamento é feito por meio da conta poupança digital da Caixa
Brasíl
Fantástico: incêndio no Pantanal , investigação da PF e imagens de satélite indicam que a tragédia começou em 4 fazendas pertencente ao homem bomba da corrupção em Mato Grosso do Sul
Brasíl
Estudo da FGV aponta que pandemia provocou queda de renda de 20,1%