Menu
Busca Sb, 17 de agosto de 2019
(67) 9.9928-2002
ESPORTES

VAR cancela pênalti, e Corinthians e Grêmio ficam no empate em São Paulo

12 maio 2019 - 09h00

Corinthians e Grêmio não saíram do zero. Hoje (11), na Arena Corinthians, em São Paulo, os dois times criaram pouco e pararam em defesas efetivas - seja pela estratégia ou por destaques individuais. A partida, válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, ficou marcada pelo pênalti anulado ainda no primeiro tempo.

A bola tocou na mão de Fagner após cruzamento de Everton, e a penalidade foi assinalada imediatamente. Um minuto depois, a decisão foi revista após consulta ao VAR.

Com o placar, o Corinthians soma cinco pontos, e o Grêmio vai a somente dois. O time gaúcho continua sem vencer no Brasileirão.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Corinthians visita o Athletico, e o Grêmio vai a Fortaleza enfrentar o Ceará. As duas partidas serão no domingo (19), às 16h (horário de Brasília) e 19h, respectivamente. Antes disso, as duas equipes têm compromissos pela Copa do Brasil: o Alvinegro recebe o Flamengo na quarta-feira (15), e o Tricolor visita o Juventude no dia seguinte.

 

Quem foi bem: Paulo Victor

O goleiro do Grêmio defendeu as três boas chances do Corinthians. A atuação confirma a boa fase de Paulo Victor, que foi herói na conquista do Campeonato Gaúcho e tem feito boas partidas.

Quem decepcionou: Sornoza
O equatoriano fez jogo sonolento e ficou bem apagado no duelo. Não conseguiu desempenhar a função de criação no meio-campo, mesmo com a estratégia de reagir ao Grêmio - algo que exige, em tese, menos criatividade.

 

Ramiro não se intimida e enfrenta ex-colegas

Ramiro não se acanhou no primeiro encontro com o Grêmio e os ex-colegas. O meia chegou a se envolver em confusão com Kannemann antes da cobrança de uma falta frontal. Também fez perseguições intensas a Everton e Luan. Acabou sendo sacado na metade do segundo tempo.

 

Corinthians faz primeiro tempo de visitante

O Corinthians exagerou mais uma vez na "retranca" nesta temporada. O time de Carille parecia jogar como visitante no primeiro tempo, atuando recuado e apostando na transição. A única variação tática foi a troca de posições entre Ramiro e Mateus Vital na direita, e o único lance de perigo foi uma cabeçada de Boselli, defendida pelo goleiro do Grêmio.

 

Grêmio peca ao não arriscar chutes

O Grêmio chegou a ter pico de 75% de posse de bola em Itaquera, mas não causou grande dano ao sistema defensivo do Corinthians. Em vários momentos, o time gaúcho foi preciosista e não arriscou chutes de média e longa distância. Resultado? A grande chance veio em bola parada. Luan cobrou falta frontal e acertou a trave direita de Cássio.

 

Pênalti é marcado e depois anulado

Aos 45 minutos do primeiro tempo, Everton entrou na área e cruzou para trás. A bola bateu no braço esquerdo de Fagner, e a arbitragem, em cima do lance, marcou pênalti imediatamente. Pouco depois, Marcelo de Lima Henrique foi chamado pelo VAR e revisou a decisão. A arbitragem voltou atrás e anulou a penalidade máxima.

 

Renato e Geromel se revoltam com pênalti anulado

Logo depois do apito final do primeiro tempo, o Grêmio inteiro foi em direção à arbitragem. Renato Gaúcho retirou os atletas e ficou apenas ao lado de Geromel para reclamar do pênalti anulado.

 

Fagner x Everton anima o jogo na bola e no microfone

O duelo entre Fagner e Everton ajudou a animar um pouco a partida, marcada pela monotonia antes do intervalo. O lateral e o atacante disputaram lances diretos com vitórias para ambos os lados. A contenda também foi boa nos microfones ao fim do primeiro tempo. Everton disse que Fagner foi imprudente por deixar o braço aberto, e o lateral respondeu dizendo que o atacante chutou no braço dele de propósito para cavar o pênalti.

"Eu procurei um companheiro, tocou no Fagner. Ele foi um pouco imprudente por ficar com braço aberto", disse Everton, ao Premiere. "Ele estava a menos de um metro, chutou no meu braço. Aí fica fácil, vamos fazer isso a toda hora. Chegar na área e chutar a bola na mão dos outros", retrucou o jogador do Corinthians.

 

Love 2 x 1 Boselli

Os atacantes Vagner Love e Boselli disputam posição no comando do ataque do Corinthians. Hoje, Love venceu em objetividade e finalizações. O camisa 9 acertou dois bons chutes de esquerda no segundo tempo, um de fora e outro de dentro da área, e só não marcou por conta de boas defesas de Paulo Victor. O argentino, por sua vez, só apareceu no jogo em uma cabeçada na entrada da pequena área, defendida pelo goleiro gremista no primeiro tempo. Boselli saiu no intervalo para a entrada do próprio Love.

 

Régis enfim estreia no Corinthians

O meia Régis, contratado por empréstimo do Bahia até o fim do ano, enfim fez a sua estreia com a camisa do Corinthians. Ele foi contratado em fevereiro, anunciado no dia 1° de março, mas só ficava como opção no banco de reservas. Hoje, ele estreou ao entrar no lugar de Sornoza, sumido no jogo, aos 35 minutos do segundo tempo. No primeiro lance, o meia já recebeu uma falta perigosa na entrada da área, mas Fagner cobrou na barreira.

 

Luan volta a ser titular e fica quase até o fim

O jogo em Itaquera marcou o retorno de Luan ao time titular do Grêmio. O camisa 7 se mostrou concentrado e com bons momentos. O melhor deles foi a cobrança de falta que não entrou por capricho. No segundo tempo, ele teve a confirmação da boa jornada: foi sacado somente na reta final para entrada de Pepê.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 X 0 GRÊMIO

Data e hora: 11/05/2019 (Sábado), às 19h (Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 36.624 pessoas (36.360 pagantes)
Renda: R$ 1.581.235,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Corrêa e Silbert Faria Sisquim (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Mateus Vital, Ramiro (COR); Juninho Capixaba, Leonardo, Michel, Kannemann (GRE)

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Manoel, Henrique, Danilo Avelar; Ralf, Ramiro (Júnior Urso), Sornoza (Régis); Mateus Vital e Clayson; Boselli (Vagner Love)
Técnico: Fábio Carille

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Juninho Capixaba; Michel, Matheus Henrique, Montoya (Thaciano), Luan (Pepê) e Everton; André (Felipe Vizeu)
Técnico: Renato Gaúcho

 

Com informações, Uol Notícias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Black Friday está próximo
Governo lança a Semana do Brasil, a 'Black Friday da Independência'
Famosos/Política
Lula sobre o Véio do Havan: “parece o Louro José. Qualquer dia a Ana Maria coloca ele em cima da mesa”
Eleições 2020
André quer ser prefeito, é cara de pau, dinheiro, partido e conhece seus cupinchas.
Escândalo com recursos públicos
Coringa, Bilú, ET, Governador e deputados serão homenageados pela camarilha
Gestão bolsonarista
Após sete meses, Damares Alves não investiu nada na Casa da Mulher Brasileira
Política - eleição 2020
Não adianta os adversários quererem acabar com o Progressistas porque ele vai lançar bons candidatos majoritários,vereadores e vereadoras
Justiça
PGR pede acesso a inquérito sobre investigação do caso Marielle
Economia
Situação piora e Anatel avalia até uma intervenção na Oi
Assassinato
A fronteira é dominada pelos criminosos
Seleção Brasileira
Tite convoca seleção com novidades para amistosos do próximo mês