Menu
Busca Qua, 22 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

"A falta de prefeito que trabalhe gera violência", diz policial que reclamou da violência

24 fevereiro 2020 - 09h30Por Plantão de policia

O carnaval de Campo Grande é uma desorganização total.

Na Av. Fernando Corrêa da Costa, aconteceu briga generalizada onde houve vandalismo e agressões.

Na Esplanada também houve enfrentamento da polícia com foliões que quebraram garrafas e atiraram contra as viaturas. Para conter os briguentos foram utilizadas balas de borracha, gás e  bombas de efeito moral.

A prefeitura não se manifestou sobre as ocorrências no Carnaval de Campo Grande, MS.

 

 

Por Antônio silva

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tempo e temperatura
Primavera começa com tempo claro e ensolarado em Mato Grosso do Sul
Brasília
CPI termina com sessão em briga, agressão verbal entre senadores e Ministro da CGU.
CPI no Senado Federal
A diferença de pensamento entre os Ministros do STF, Carmen, Nunes Marques e Rosa Weber.
Ministros divergem sobre obrigação de convocados à CPI da Covid
Justiça
Cármen Lúcia determina que CPI da Covid mantenha sigilo sobre dados de Ricardo Barros
Apenas o presidente da comissão, senador Omar Aziz, pode ter acesso aos dados do líder do governo na Câmara. Outros senadores membros da comissão terão acesso via requerimento
Policia Federal
Inquérito apura fraude na venda de medicamentos para o Ministério da Saúde entre 2016 e 2018; agentes também cumprem mandados na Precisa e na Global
PF investiga gestão Ricardo Barros e faz buscas em endereços de Max e secretário ligado a Ciro Nogueira
Paraná
PF desarticula quadrilha especializada em defensivos agrícolas ilegais
ONU
Presidente faz discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas
Abertura do evento é feita tradicionalmente pelo presidente do Brasil
Brasília
Senador quer convocar filho de Bolsonaro após provocação à CPI
Mato Grosso do Sul
Inverno se despede com temperaturas acima dos 40°C e umidade do ar em níveis críticos
Política
Transferência de pagamento de perícias médicas aos segurados do INSS é criticada em debare do Senado Federal.