Menu
Busca Ter, 26 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Fake-News

Autora do Fake News sobre caixões com pedras ou vazios foi identificada pela polícia.

06 maio 2020 - 11h01Por Plantão de notícias

A mulher que espalhou “fake news” pelas redes sociais sobre caixões de vítimas da Covid-19 que estariam sendo enterrados somente com pedras e madeira se apresentou à polícia nesta terça-feira (5).

 

Autora da fake news – Foto: Portal R7/Reprodução/Redes sociais

Procurada pelas autoridades, ela se apresentou na delegacia da Polícia Civil de Jacutinga, a cerca de 400 km de Belo Horizonte (MG), acompanhada de um advogado, e pediu desculpas.

PUBLICIDADE
 
 

No vídeo, em tom de deboche, a mulher diz que Belo Horizonte está “infestado de coronavírus” e que caixões foram enterrados com pedras e madeiras.

Leia também:

“Aqui em Minas está acontecendo um caso muito engraçado. Principalmente em BH. Você sabe quem é o prefeito de BH, né? Estão enterrando um monte de gente com coronavírus em BH. A própria família está enterrando, para não ter aglomeração. Mandaram ir lá e arrancar todos os caixão (sic) para poder fazer o exame para ver se é coronavírus mesmo. E sabe o que tem dentro dos caixão (sic)? Pedra e madeira. Palhaçada não é, não?”

Crime

Mais cedo, em entrevista coletiva, delegados da Polícia Civil de Minas Gerais disseram que ela poderá responder por três crimes e ser condenada a até nove anos de prisão.

De acordo com o delegado Wagner Sales, a autora do vídeo, poderá ser condenada pelos crimes de denunciação caluniosa, difamação contra o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), que é citado na filmagem, e pela contravenção penal de propagação de pânico.

Além de prisão, a Justiça pode determinar o pagamento de multa, com valor a ser determinado pelo juiz.

racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Três Lagoas
Homem agride companheira e é preso por menina.
Covid 19
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
Tempo
Terça-feira de tempo claro, calor e pancadas de chuva à tarde
Campo Grande
Casa de Evento na MS-080 reuniu cerca de 15 mil pessoas no sábado no Show de dupla sertaneja
Fronteira
"Gringo Gonzales", considerado um dos mais temidos do mundo do crime, foi preso em PJC.
Fronteira
Pistoleiro que executou policial paraguaio foi preso e transferido para Assunção.
Campo Grande
Festa com aglomeracão é flagrada e organizadores vão parar na polícia.
Oxigênio
Caminhões com carga de oxigênio chegam a Manaus
Covid 19 em MS
Número de casos de Covid-19 continua alto na maioria das cidades do Estado
Vacina
Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca