Menu
Busca Qui, 28 de maio de 2020
(67) 9.9928-2002
Geral

Caixa amplia pausa para pagamento de prestação habitacional

18 maio 2020 - 07h00Por CEF

A Caixa vai permitir, a partir desta segunda-feira (18), a ampliação da pausa do pagamento de financiamentos habitacionais por um período de 120 dias para os clientes que já haviam solicitado o benefício de suspensão temporária. Anteriormente, o período máximo era de 90 dias. Quem decidir solicitar a suspensão temporária das prestações a partir de agora já terá os 120 de pausa garantidos.

A ampliação do prazo vale para pessoas físicas e jurídicas, no caso de financiamentos à produção de empreendimentos e para os financiamentos de aquisição e construção de imóveis comerciais – individual.

“Ao estender a pausa na prestação do contrato habitacional para quatro meses, o banco oferece às pessoas e empresas a oportunidade de reprogramar seu orçamento diante das dificuldades que vêm enfrentando nesse período”, comentou o presidente da Caixa, Pedro Duarte Guimarães.

Segundo o banco, a medida faz parte das ações para enfrentar os efeitos causados à economia pela pandemia de covid-19. Até o momento, mais de 2,3 milhões de mutuários já solicitaram a pausa na prestação habitacional. 

Quem solicitar a pausa no contrato terá que pagar juros, seguros e taxas, que serão acrescidos ao saldo devedor do contrato. De acordo com o banco, a taxa de juros e o prazo contratados originalmente não sofrem alteração.

Os clientes com pagamentos em dia ou aqueles com pagamentos em atraso por, no máximo, 18 meses, podem solicitar a carência. Clientes que utilizaram o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para abater uma parte da prestação também podem solicitar o serviço. No caso de pessoas jurídicas, a possibilidade de pausa nas prestações é permitida para quem está sem pagar no prazo no máximo duas parcelas (atraso de 60 dias).

Para solicitar a pausa, basta acessar o aplicativo Habitação CAIXA ou registrar o pedido pelos telefones 3004-1105 (para capitais) e 0800 726 0505 (demais localidades), ou de forma automatizada pelo 0800 726 8068, opções 2-4-2, de segunda a sexta-feira, e aos sábados de 10h às 16h (exceto feriados).

*Com informações da Caixa Econômica Federal

CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Fachin pede inclusão na pauta do plenário do STF ação que pode suspender inquérito das fake news
Brasíl
Para Aras, o inquérito das fake news tem “exorbitado dos limites”
Brasíl
Rejeição a Bolsonaro bate recorde e chega a 43%, diz Datafolha
Fake news
Roberto Jeferson mandou aviso ao Ministro do STF, Alexandre de Moraes: "comigo o buraco é mais embaixo"
Judiciário
STJ nega federalizar investigações da morte de Marielle Franco
Fake-News
Aras diz que não cabe a partidos pedir apreensão de celular de Bolsonaro
Eleições 2020
Prefeitos de municipios querem ampliar o mandato, segundo Assomassul
Saúde Pública
África sofre transmissão comunitária prolongada do coronavírus, diz entidade
Politicos
Em reação ao STF coordenada por Bolsonaro, ministro da Justiça pede habeas corpus a Weintraub
Polícia
PF investiga desvio de verbas na Prefeitura de Uberaba