Menu
Busca Qua, 15 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
GRIPE

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa dia 23 de abril

Por Carol Assis
O início da 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza está marcado para o dia 23 de abril. Em Mato Grosso do Sul, a meta é vacinar pelo menos 90% do público-alvo, o que representa 663.656 pessoas.

 A campanha vai até o dia 1° de junho. O Dia de Mobilização Nacional -Dia D será realizado em 12 de maio. 

O público-alvo da campanha envolve crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, professores, profissionais da saúde, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população carcerária e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, de qualquer idade.

O governo do estado afirma que no início da campanha, os seguintes grupos prioritários serão imunizados: profissionais de saúde, crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas e professores.

A partir do dia 12 de maio a vacinação será estendida para a população com idade acima de 60 anos. Para os demais grupos, a campanha estará disponível apenas no dia 21 de maio.

As estratégias de vacinação no Brasil, conforme o Ministério da Saúde, são decisões respaldas em bases técnicas, científicas e logísticas, evidência epidemiológica, eficácia e segurança do produto.

Dados oficiais mostram que, as campanhas têm contribuído na redução da mortalidade em indivíduos portadores de doenças crônicas, tais como doença cardiovascular, acidente vascular cerebral (AVC); doenças renais, diabetes, pneumonias, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC); dentre outras.

Entre as possíveis condições de risco para a ocorrência de complicações por influenza, a presença de pelo menos uma comorbidade foi mais frequente entre os acometidos.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa, de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

No que diz respeito a parte técnica da vacina, a Organização Mundial de saúde (OMS), recomendou, em setembro de 2017, a composição da vacina Influenza, a partir das cepas de vírus a serem utilizados na campanha de 2018 para a produção da vacina trivalente no hemisfério Sul.
news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Causa repugnância a irresponsável conversinha desse prefeito sobre medicamento reprovados pela medicina.
Brasíl
Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer
Política
Governo vai enviar PL com penas mais rígidas para violência sexual
Saúde
Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos
Brasília
Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
Saúde
Crise do coronavírus pode ficar "pior e pior e pior", alerta OMS Reuters Staff
Brasíl e Mundo
Estudante de veterinária levou uma picada da terrível naja tinha outras cobras exóticas
Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras