Menu
Busca Ter, 21 de janeiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Mistério

Campeão brasileiro de judô é encontrado morto dentro de piscina em Curitiba

Gabriel Adriano tinha 20 anos e foi encontrado morto por familiares no bairro Tingui, na tarde deste sábado (8).

09 setembro 2019 - 17h05Por G1

O judoca paranaense Gabriel Schlichuta Adriano, que integrava a seleção sub-21 brasileira, foi encontrado morto dentro de uma piscina em um condomínio no bairro Tingui, em Curitiba, na tarde deste domingo (8).

A informação foi confirmada ao G1 pela Federação Paranaense de Judô, onde Gabriel costumava treinar. Segundo o presidente da federação, Luiz Hiwashita, familiares contaram que deram falta do jovem e quando foram ver ele já estava morto no fundo da piscina.

Gabriel Adriano tinha 20 anos e conquistou títulos estaduais e também já foi campeão brasileiro em 2016.

"Sua morte nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor. Agradecemos a todas as mensagens de conforto recebidas até agora. Elas só mostram o quanto era querido por todos, com seu profissionalismo, inteligência, amizade e grande atleta. Devemos sempre lembrá-lo(a) com alegria, gratidão e muita saudade", disse a Federação Paranaense.

O corpo vai ser sepultado às 16h desta segunda-feira (9) no Cemitério da Igreja Nossa Senhora Do Rosário em, Colombo, na Região de Curitiba.

A Polícia Civil está investigando o caso. Com informações, G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fronteira violenta
Polícia apreende arma e dinheiro em Ponta Porã
Fronteira
Droga potente e cara
Estados Unidos da América
Começa o julgamento do impedimento de Donald Trump
Caarapó
Filha foge e deixa pai trancado depois de tentativa de estupro
Campo Grande
Motorista de aplicativo é roubado por menores
Geral
Mega-Sena sorteia 32 milhões nesta terça (21/01)
Polícia
Empresário que estava no motel onde veterinária surtou e morreu, se apresentou
Campo Grande
Guanandi foi esquecida pela prefeitura
Eldorado
Policiais do DOF apreendem mais de 22 mil pacotes de cigarros contrabandeados em Eldorado
Educação
Inep diz que erros na correção do Enem foram revistos