Menu
Busca Dom, 26 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
São Paulo

Capital paulista tem atos de grupos antagônicos em dois pontos

A favor do governo, no Viaduto do Chá; contrários, na Avenida Paulista

14 junho 2020 - 10h00Por Agência Brasil-EBC

Depois de acordo firmado entre grupos para promover rodízio no uso da Avenida Paulista para a realização de atos, dois grupos de diferentes direções políticas fazem manifestações na capital paulista hoje (14). 

O grupos favoráveis ao governo federal estarão reunidos no Viaduto do Chá, a partir das 12h até as 18h, e os contrários ao presidente da República, na Avenida Paulista, nas proximidades do Museu de Arte de São Paulo (Masp), das 14h às 16h30.

Os organizadores deste ato se comprometeram a informar o local da dispersão para que o planejamento policial possa ser adequado

O acordo foi feito durante reunião com a participação de representantes dos grupos e da Polícia Militar, no Ministério Público Estadual. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), o objetivo do rodízio é garantir a segurança dos participantes, implantando ainda um esquema de policiamento reforçado.

De acordo com a SSP-SP, todos os atos serão monitorados por meio de câmeras do sistema Olho de Águia e acompanhados por integrantes da secretaria e das polícias, a partir do Centro de Operações da PM (Copom).

O revezamento foi determinado após o princípio de confronto ocorrido entre manifestantes de grupos opostos no mesmo dia na Avenida Paulista.

Edição: Maria Claudia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Croquete de mandioca com carne: petisco saboroso e prático
Politicos
Vai vendo Brasil!
Religiosos
Padre é preso por desviar dinheiro da igreja para orgias gays e drogas
Brasil e Mundo
Covid-19: Brasil registra 19,4 mil casos e 699 mortes em 24h
Justiça
STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS
Geral
Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G
Inclusão
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência
Campo Grande
Preso em ação contra corrupção em MS era o 'braço direito' do ex-prefeito e 'quem assinava os cheques', diz polícia
Operação Policial
Polícia Federal faz operação para combater fraude no INSS do Amazonas
Campo Grande
Ameaça de delação de Gilmar Olarte causa 'espanto', afirma procurador-chefe do MP