Menu
Busca Sáb, 28 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
INVESTIGAÇÃO

Carro onde Marielle e Anderson estavam passará por nova perícia no Rio

Por Carol Assis
ma nova perícia será realizada no carro onde a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes foram mortos a tiros, no dia 14 de março, no Rio. O veículo já foi transferido, na manhã desta terça-feira (24), da Delegacia de Homicídios da capital, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, para o Instituto Carlos Éboli, no Centro. A principal linha de investigação aponta que o crime tenha envolvimento com milícias.

A primeira inspeção foi feita no dia dos assassinatos. A polícia encontrou nove cápsulas dentro do carro. Segundo informações do G1, o automóvel será todo desmontado. Na análise feita há 41 dias, foi constatado que os quatro tiros que atingiram Marielle entraram pela porta traseira do lado do carona, onde ela estava sentada. Já Anderson foi baleado nas costas com três disparos.

Dias depois do duplo homicídio, policiais conseguiram recolher digitais parciais do criminoso responsável por municiar a pistola 9mm usada no crime. A perícia encontrou as digitais em cápsulas achadas na esquina das ruas João Paulo I e Joaquim Palhares, no Estácio, local do crime.

Entenda o caso

A vereadora do PSOL Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram assassinados no bairro do Estácio, no Centro do Rio de Janeiro, na noite do dia 14 de março. Outra passageira, assessora de Marielle, foi atingida por estilhaços e sobreviveu, mas decidiu sair do país quase um mês depois das mortes por questão de segurança.  Marielle voltava do evento "Jovens Negras Movendo as Estruturas" quando foi abordada pelos criminosos.
pedofilia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Brexit: negociações vão ser retomadas em Londres
Brasíl
Recadastramento de aposentados está suspenso até o fim do ano
Brasíl
Ministério da Saúde divulga informações sobre o combate à covid-19
Campo Grande
Covid-19 mata subtenente em MS; 2ª morte do mês na instituição
Covid 19 em MS
Taxa de contágio da Covid 19 volta a subir no MS
Campo Grande
Estado deposita R$ 514 milhões em salários nesta sexta-feira (27)
Brasil e Mundo
Dinamarca quer desenterrar "visons zumbis" de valas coletivas
Judiciário
Bretas condena Cabral a 19 anos de prisão e Barata a 28 anos
Esportes
LNF adia primeiro jogo da semifinal entre Tubarão e Magnus
Ponta Porã
Polícia paraguaia prende dois suspeitos de matança de membros da turma de Fahd Jamil