Menu
Busca Ter, 17 de setembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Oportunidade

Começa hoje inscrições para curso gratuito de teatro no Centro Cultural José Octávio Guizzo

09 abril 2018 - 17h39Por Redação Notícias VIP
O Centro Cultural José Octávio Guizzo (CCJOG), por meio do Programa Educativo abrirá inscrições a partir desta terça-feira (10) para a ?Oficina de Criação Teatral?, direcionada para pessoas a partir de 15 anos com ou sem experiência e será ministrada pelo ator e diretor Leandro Faria (Lelo). As aulas são gratuitas e têm início a partir de 17 de abril, das 18h30 às 21h30 e vão até agosto.

Oficinas

A Oficina de Criação Teatral consiste em reproduzir os processos de uma produção de teatro profissional, com atores iniciantes e/ou experientes. Os alunos participarão do processo de criação de um espetáculo, desde a construção do texto até as apresentações públicas.

O principal objetivo da oficina é desenvolver o ator e o ser humano, mostrando um olhar criativo, contemporâneo e abrangente sobre o ?fazer teatral?. Apresentar um ponto de vista técnico da arte de atuar, como forma de ampliar o repertório dos atores para seus próximos trabalhos.

Ministrante

Leandro Faria tem 40 anos e é natural de Paranaíba (MS), é dramaturgo, diretor, produtor e ator. Estudou três anos de direção teatral na ECA-USP, em São Paulo, de 1996 a 1998 e interpretação na Escola de Arte Dramática EAD-ECA-USP, também na capital paulista, de 1999 a 2003. Atualmente, cursa o último ano de Letras Port/Ing, na UEMS em Campo Grande.

Como ator atuou na premiada montagem de O Rei Lear, de W. Shakespeare, ao lado de Raul Cortez; Gota D?Água, de Chico Buarque e Paulo Pontes, dir. de Regina Galdino. Participou da novela A Pequena Travessa, no SBT, com a personagem Ricardo Ramos. Foi diretor do grupo de teatro Six a Sèc no espetáculo A Cantora Careca, de E. Ionesco, finalista, representando o estado de São Paulo, no Prêmio Criação Teatral Volkswagen.

Fundador da Cia. Teatro Dois, com a peça de teatro Inocência, inspirado na obra homônima de Visconde de Taunay. Dramaturgia, codireção e interpretação no espetáculo ?Subcutâneo? (2015). Coordenou, ao lado de Philipe Faria, a Oficina de Criação Teatral/Musical, no SESC Horto, em Campo Grande. Pela Cia. OFIT, é ator no espetáculo 3,4 Graus na Escala Richter, Dir. Nill Amaral, (2016 a 2018) e participa como ator convidado do projeto Amadores. Ator em diversos comerciais de TV.

No cinema, participou de inúmeros curta metragens, como Equê de Vuitton, (2003), de Dácio Pinheiro (SP); A Vez de Matar, A Vez de Morrer, (2015), de Giovanni Barros (RJ) trabalho que rendeu, recentemente, o prêmio de Melhor Ator no Festival Belo Jardim, em Recife (PE); O Mito Paralelo, (2014), de Marinete Pinheiro (CG); Nós O(u)tros, (2013), de Rodolfo Ykeda (CG), Não Me Lembro, (2015), de Fábio Flecha, entre outros. Ator na web série ?Simão Morto?, 2015, de Breno Benetti e Luana Benetti. Mestre de cerimônias, de 2012 a 2013, do Sarau no Centro Cultural (CCJOG).

(Com informações da Assessoria)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fenômeno raro
Lua vista de MS fica vermelha por conta de incêndios e poeira, diz especialista em meteorologia
Pediu a mão
Luan Santana faz surpresa e pede namorada em casamento durante voo de balão
Polêmica carioca
Alerj aprova lei que exige prova no Detran para usuários de patinetes elétricos
Pensando no próximo
Dono de ferro velho recupera cadeiras de rodas enferrujadas e doa para deficientes carentes
Cemitério de fetos foi descoberto
Mais de 2 mil fetos humanos são encontrados em casa de médico que fazia abortos nos EUA
Operação
Operação prende vereadores e secretários em Araguapaz
Capital
Rapaz que agrediu outro em Campo Grande por ter urinado no carro dele vai a júri popular nesta terça-feira
Campo Grande
Vereadores proíbem fotos e vídeos nas unidades de saúde em CG
Polêmica
"Temer cometeu novo ato de sincericídio no Roda Viva", diz Dilma Rousseff
Covardia
Idosa é esquecida e fica trancada em posto de saúde em Minas Gerais