Menu
Busca Dom, 29 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
PREGOREXIA

Conheça o transtorno alimentar que surge na gravidez

Por Carol Assis
Nos últimos anos, a preocupação com o corpo e a alimentação saudável se intensificou. Tal obsessão pelo controle do peso pode ter consequências ainda mais graves durante a gestação, cujo transtorno ficou conhecido como pregorexia - junção das palavras pregnancy (gravidez) e anorexia.

De acordo com Renato de Oliveira, ginecologista e obstetra responsável pela área de reprodução humana da Criogênesis, em média, uma gestante saudável engorda entre 8 kg e 13 kg.

É importante reconhecer que o aumento de peso é consequência natural desse período, no entanto, muitas mulheres têm medo de engordar durante a gravidez. Nesse cenário, as futuras mamães começam a comer menos, tomar laxantes, induzir vômitos, fazer dietas com restrição de calorias e realizar exercícios em excesso, explica.

O especialista ainda alerta que mulheres que já tiveram transtornos alimentares ou emocionais anteriormente têm mais chances de desenvolver a pregorexia.

Pacientes com histórico devem ter acompanhamento com psicólogo, obstetra e nutricionista. Para que as gestantes não desenvolvam o transtorno, alguém próximo deve estar atento a alguns sinais, como contagem constante de calorias e/ou exercícios em exagero, pois se a pregorexia não for tratada, as consequências podem ir desde desnutrição para a mãe e o mal desenvolvimento do feto, até um aborto espontâneo.

Alimentação correta - Durante a gestação, é importante ingerir bastante liquido e evitar frituras, sal e doces em excessos, já que esses alimentos favorecem a retenção de líquidos, além de dificultar o controle de peso e as repercussões do excesso de insulina para o bebê.

É importante seguir uma rotina saudável e alimentar-se, sempre que possível, a cada três a quatro horas alimentos de baixo valor calórico e grande valor nutricional. Procure manter uma dieta balanceada, durante e após a gestação e converse com seu obstetra sobre a necessidade de acompanhamento nutricional?, finaliza Renato.

racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Último Autocine deste ano apresenta clássico espírita “Nosso Lar”
Fórmula 1
GP do Barein: Hamilton vence após acidente brutal de Grosjean e capotagem de Stroll
Indigenas
Empresas de SC e RS contratam 5 mil indígenas do Estado para a colheita da maçã
Campo Grande
Covid-19: aumento no número de casos coloca 31 municípios em grau de risco no Prosseguir
Brasíl
Maia: combate ao racismo deve ser agenda prioritária do Parlamento
Fórmula 1
Romain Grosjean sofre acidente assustador com fogo após largada do GP do Barein.
Brasíl e Mundo
Papa nomeia novos cardeais, entre eles o primeiro afro-americano
Brasíl
Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em maio
Futebol
Com show de Luciano, São Paulo vence Bahia e encosta no Atlético-MG
Eleição 2020
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno