Menu
Busca Dom, 17 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Violência

Em menos de 4 meses, MS registra 135 homicídios e 11 feminicídios

16 abril 2018 - 16h11Por Redação Notícias VIP
Nos 105 dias de 2018, Mato Grosso doSul registrou 135 homicídios dolosos e 11 feminicídios -  assassinato de mulheres por motivo de gênero, derivado geralmente do ódio, desprezo ou sentimento de propriedade sobre elas. Os dados são da Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp) e significam, pelo menos, uma morte a cada 17 horas.

Apesar de alarmante, o número de homicídios dolosos é menor que o registrado nos últimos três anos. De acordo com as estatísticas da Sejusp, em 2015, o Estado registrou 185 assassinatos dolosos. Em 2016 foram 20 homicídios a menos, com 168 registros.  E no ano passado, a queda foi ainda mais acentuada, 150 homicídios.

No entanto, os registros de feminicídio aumentaram. Era apenas um em 2015, subiu para sete em 2016, se manteve em sete em 2017 e aumentou para 11 no ano de 2018.

Um dos casos deste ano foi na cidade de Três Lagoas e completou 90 dias no último sábado (14), com o inquérito ainda inconcluso. No dia 14 de janeiro, a produtora rural Halley Coimbra Ribeiro Junqueira foi morta com três tiros disparados pelo ex-marido, o engenheiro Renato Bastos Otoni, de 62 anos. O crime foi dentro da casa da família, no bairro Santa Júlia, zona Norte da cidade. 

A mulher foi surpreendida pelo assassino e morta pelas costas, quando retirava água da geladeira. Otoni foi visto por uma filha de Halley, quando fugia do local. Na residência também estavam duas filhas pequenas do casal. Dois dias depois, o corpo dele foi encontrado dentro de um carro abandonado numa estrada de terra, em Castilho (SP). A polícia apontou suicídio. 

A morte de Otoni comprometeu o encerramento do inquérito, porque a investigação foi iniciada pela Polícia Civil paulista. De lá deve ser enviado o laudo do possível suicídio e o exame da arma encontrada no banco do carro do suspeito, que pode ter sido a mesma usada no assassinato de Halley. 

As três peças devem ser juntadas ao inquérito, para conclusão, antes do envio ao Ministério Público.
violência contra a mulher 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacina
Enfermeira negra é primeira pessoa vacinada contra covid-19 no Brasil
Vacina
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
Campo Grande
Briga de trânsito na V. Aimoré termina com agressão a facão
Covid 19 em MS
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado
Campo Grande
Veja exemplos de jovens que evitam aglomerações para impedir contágio do coronavírus
Polícia
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes
Tempo
Domingo de tempo fechado com chance de mais chuva para o Estado
ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
Campo Grande
Governo do Estado começa o ano com pacote de obras de R$ 376 milhões para pavimentação e restauração de estradas
Educação
SED divulga segunda lista de designação neste domingo; matrícula começa na segunda