Menu
Busca Qui, 03 de dezembro de 2020
(67) 9.9928-2002
BOI NA PISTA

Fazendeiro é condenado por acidente ocorrido entre gado e motociclista

15 maio 2018 - 14h05Por Valquíria Rodrigues
Proprietário de fazenda, de 59 anos, foi condenado culpado, pela 11ª Vara Cível de Campo Grande, pelo acidente ocorrido no dia 17 de fevereiro de 2012, na BR-163, na altura do quilômetro 487,7, quando um animal de sua propriedade invadiu a pista e colidiu com motociclista que carregava a filha na garupa. Além dos R$ 520 dos danos matérias, o dono da fazenda terá que pagar R$ 20 mil referente aos danos morais, R$ 6 mil por danos estéticos e pensão vitalícia mensal de R$ 1.500 a ser concedida a partir da data do acidente, incluindo-se as verbas referentes ao décimo terceiro salário e férias.


Conforme o condutor da moto, no dia do ocorrido, seguia pela pista quando foi surpreendido por um animal bovino que invadiu a pista. A filha sofreu alguns arranhões, mas o piloto ficou gravemente ferido e foi conduzido à Santa Casa de Campo Grande, onde foi submetido a diversas cirurgias, inclusive traqueostomia.

O condutor alega que, mesmo com todo tratamento, não teve sua saúde totalmente restabelecida, permanecendo com sequelas permanentes que afetam sua locomoção, passando a ser usuário de cadeira de rodas.

Defesa

O dono da fazenda alegou que é arrendatário de uma chácara localizada próxima ao anel viário e possui várias criações no local que é todo cercado por arame, no intuito de impedir que os animais saiam. Conforme o fazendeiro, no dia do acidente diversos animais fugiram da propriedade e, assim que tomou ciência da fuga se deslocou para o local, onde avistou o animal na pista. 

Ainda de acordo com o proprietário, ao tentar resgatar o animal da pista, avistou o motociclista e começou a acenar, mas como o piloto trafegava em alta velocidade, não conseguiu parar e acabou batendo no animal.

Para o juiz Renato Antonio de Liberali, dono da fazenda não cumpriu com o dever de vigilância de sua propriedade, pois não apresentou provas capazes de demonstrar a culpa da vítima ou força maior, não havendo dúvidas de que deve responsabilizar-se pelo acidente e pelos danos dele decorrentes. A sentença ainda cabe recurso. 

violência contra a mulher 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Morreu na frente de presidio em Campo Grande de onde tinha acabado de sair.
Mundo
PF cumpre cinco mandados de prisão por tráfico de drogas
Judiciário
Bicho e Pantanal Cap sofrem investidas do Gaeco e outras forças policiais por ordem do TJ
Campo Grande
Operação Omertà, fase Black Gay, cumpre mandados no combate ao jogo do bicho e ao Pantanal Cap
Justiça
Ação popular movida por 500 advogados pede anulação das eleições municipais de 2020
Campo Grande
Operação Omertà tem mais uma fase sendo cumprida hoje 2/11/2020
Brasil
Bolsonaro afirma que "Auxílio Emergencial não é eterno, vai acabar".
Brasíl
Mato Grosso do Sul busca parceria do BRB para ampliar linhas de financiamento
Campo Grande
Presidiário executado na calçada da Gameleira, mandou matar, decapitar e queimar ex-esposa e a cunhada
Campo Grande
Homem é executado a tiros na frente de presídio