Menu
Busca Dom, 07 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
Cotidiano

Fiscalizações em alimentos resultaram em 187 estabelecimentos multados na Capital

Ações contaram com a participação do Procon Municipal

10 janeiro 2019 - 16h30

Em 2018, a Sefal (Serviço de Fiscalização de Alimentos) realizou mais de 3 mil inspeções contra práticas irregulares em estabelecimentos comerciais de Campo Grande.

Além do número divulgado, o órgão realizou 2.426 serviços de reinspeção e atendeu 342 denúncias. O serviço expediu 187 autos de infração, executou o cadastramento de 119 novos estabelecimentos e liberou 1.722 licenças sanitárias.

Conforme o secretário municipal de saúde, Marcelo Vilela, a alta demanda é reflexo de uma melhoria no processo de trabalho. Vilela afirmou que a ação assegura maior efetividade.

“O serviço desempenhado pela Vigilância Sanitária é extremamente importante, principalmente quando falamos da fiscalização da qualidade dos alimentos que vão para as mesas da população”, informou.

A Sefal atua no controle sanitário de estabelecimentos que comercializam alimentos. O serviço fiscaliza a estrutura física, qualidade dos produtos, saúde dos trabalhadores e boas práticas de produção.

 

 

informações:MídiaMax

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Família deixa ração para cães, mas abandona idosa trancada e só com arroz azedo
Justiça
Após denúncia de suposto pagamento de propina a desembargadores, juíza encaminha autos envolvendo padre Robson para o STJ
Brasil e Mundo
Ministério decreta situação de emergência ambiental prévia
Meio Ambiente
FundturMS faz visita técnica à Estrada Parque de Piraputanga e identifica potencialidades da região
Meio Ambiente
Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental
Interior
Ribas do Rio Pardo receberá Seção Comunitária de Bombeiros
Mato Grosso do Sul
Já faltam leitos nos hospitais da macrorregião de Campo Grande
Campo Grande
Hemosul de Campo Grande abre o dia todo neste sábado; unidade precisa de sangue O- e O+
Interior
Agesul interdita parcialmente ponte na MS-243, no Nabileque
Mortes por Coronavirus no Brasil
Brasil virou referência de bagunça de politicos, vírus, infeção, falta de estrutura e mortes.