Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
Agronegócio

IBGE vê safra de café 10,8% menor em 2019, a 53,4 milhões de sacas

Ainda assim, o volume seria histórico para temporadas de bienalidade negativa, já que o tipo arábica alterna ano de alta com ano de baixa produção.

10 janeiro 2019 - 19h57

O Brasil deverá produzir 53,4 milhões de sacas de café em 2019, uma queda de 10,8% ante o recorde de 2018, projetou nesta quinta-feira o IBGE, à medida que o ciclo de produção tende a ser de baixa para o arábica, a variedade mais cultivada no país.

Ainda assim, o volume seria histórico para temporadas de bienalidade negativa, já que o arábica alterna ano de alta com ano de baixa produção.

De acordo com a Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a produção de café arábica neste ano deve ser de 38,2 milhões de sacas, queda de 14,9% na comparação com 2018. A área a ser colhida tende a crescer 0,3%, para 1,5 milhão de hectares.

Minas Gerais, maior produtor de café arábica do país, com 70,1% do total nacional, estima colher 27,3 milhões de sacas, declínio de 13,4%, disse o IBGE.

Outros produtores importantes, como São Paulo e Espírito Santo, também estão apresentando estimativas de produção inferiores às de 2018, acrescentou.

Com relação ao robusta, cultivado principalmente no Espírito Santo, o instituto vê uma safra de 15,2 milhões de sacas, aumento de 1,5% na comparação anual.

A estimativa de produção especificamente para o Espírito Santo, de 10,1 milhões de sacas, representa aumento de 2,6%, enquanto a de Rondônia, com esperados 2,4 milhões de sacas, de 3,3%.

A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2019 deve ser 3,1% maior que a do ano passado, somando 233,4 milhões de toneladas, segundo o IBGE.

Com informações do G1

CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana