Menu
Busca Dom, 28 de fevereiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Rodovias

Janeiro atípico registra aumento de 300% mortes em estradas de MS

Em um dos acidentes, a PRF suspeita que o motorista dormiu no volante

22 janeiro 2019 - 14h00

Nestes primeiros 20 dias de 2019 já foram registradas 12 mortes nas estradas federais de Mato Grosso do Sul, segundo dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Um aumento de 300% se comparados aos anos anteriores. No ano passado, neste mesmo período de janeiro, foram 3 mortes e em 2017, oito óbitos.
 
Só neste último domingo (20), em dois acidentes, em estradas federias, foram registradas 8 mortes. "É muito raro você ter um número destes em um só dia, geralmente, passa um mês inteiro e nós não temos oito óbitos. Mas, eventualmente acontece", esclarece o inspetor Tércio Baggio, chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF de MS.

Um dos acidentes ocorreu na BR-060, no quilômetro 234, entre os municípios de Camapuã e Bandeirantes. A colisão frontal entre dois veículos de passeio levou a morte de cinco pessoas, Marco Aurélio (56), mecânico de aeronaves, Antônio Malaquias da Silva (84), Doralina Malaquias da Costa (51), Jordão Inácio do Carmo (73) e Ana Maria do Prado (70). De acordo com a polícia, um dos condutores, aparentemente, dormiu ao volante.

"Nós, da PRF, sempre alertamos para os descansos que devem ser respeitados e também os limites do nosso corpo. Muitas vezes estamos dirigindo e o sono se aproxima, queremos brigar com o sono, mas é uma briga que geralmente não vencemos", explica o inspetor.

O outro acidente foi no km 482 da BR-262, em Aquidauana, cidade distante 125 km de Campo Grande. Aconteceu outra colisão frontal entre dois carros com três mortes e oito feridos. Morreram o condutor do Ford Ecosport, Edmar Fernandes Caires, 38, um ex-candidato a vereador por Campo Grande, a passageira Janice Francisco Antônio, 34, e o motorista do Honda CR-V, Ivaldo Cristian Figueiras Santos, 39. Segundo a PRF, vestígios apontam que Edmar cometeu suicídio, ele teria jogado seu veículo para cima do Honda CR-V.

"Não descartamos as hipóteses de sonolência, mal súbito e a mais provável, de suicídio, como motivador da invasão de pista por parte do condutor do veículo Ecosport", relata Baggio.

Após a colisão, outro carro que estava logo atrás, não conseguiu frear e acabou batendo nos veículos envolvidos no acidente. O motorista perdeu a direção, saiu da pista e atropelou um ciclista. "Possivelmente, o condutor, não mantinha uma distância de segurança adequada e por isso não conseguiu parar e acabou por colidir com os carros. O ciclista teve ferimentos leves", informa Baggio. Durante todo o ano passado, a PRF, registrou 1498 acidentes em Mato Grosso do Sul e 108 pessoas morreram.

 

 

 

Informações O Estado 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corumbá
Militares desrespeitam ordem e fazem festa no centro da capital do Pantanal
Campo Grande
Autódromo de Campo Grande tem evento com aglomeracão de pessoas
Pandemia de Covid 19
Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido
Covid 19 em MS
Capacidade de leitos hospitalares segue em situação crítica e número de casos continua aumentando
STF
STF concede domiciliar a empresário preso em operação contra Crivella
Turismo
Fornatur e ABEAR se reúnem para alinhar informações sobre acordos com empresas aéreas durante pandemia
Oportunidade
Vídeo sobre planejamento financeiro está disponível no canal da PGE/MS
Esporte
Estado faz repasses a clubes para a disputa do Estadual de Futebol 2021
Tempo e temperatura
Previsão do Tempo: Céu claro e altas temperaturas estão previstas para o fim de semana
Oportunidade
Seleção de profissionais para credenciamento na Escolagov segue até dia 31 de março