Menu
Busca Qui, 21 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
DECISÃO

Justiça mantém pena de Elize Matsunaga em 19 anos de reclusão

Por Carol Assis
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu nesta quarta-feira (25) manter a pena de Elize Matsunaga em 19 anos e um mês de reclusão. Elize foi acusada de ter matado e esquartejado o marido, Marcos Kitano Matsunaga, diretor da Yoki alimentos, em maio de 2012.

 Ministério Público entrou com um pedido de anulação do júri de 2016, o que foi negado pelos desembargadores do TJ-SP. "Os desembargadores mantiveram integralmente a decisão dos jurados", diz Roselle Soglio, advogada de Elize, segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

O júri que a condenou em 2016 durou oito dias e foi um dos mais longos da Justiça de São Paulo. Com informações da Folhapress.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Foto de Eduardo Bolsonaro como 'sheik' em Dubai causa onda de críticas; deputado defende gastos
Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada