Menu
Busca Ter, 17 de setembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Politica

Justiça torna amigos de Temer réus por organização criminosa

10 abril 2018 - 05h59Por Alcides Bernal
A Justiça Federal de Brasília aceitou denúncia por organização criminosa contra integrantes do MDB e os amigos pessoais do presidente Michel Temer, o coronel João Baptista de Lima Filho e o advogado José Yunes, informou na noite desta segunda-feira a assessoria de imprensa do órgão.Agora todos viraram réus e vão responder a uma ação penal no caso que ficou popularmente conhecido como "quadrilhão do PMDB". Não há detalhes da decisão, caso de quantos viraram réus, uma vez que ela não foi disponibilizada.

O caso é desdobramento na primeira instância da denúncia oferecida ano passado pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer e aliados.

Essa acusação criminal foi barrada pela Câmara, mas o Ministério Público Federal pediu o desdobramento do caso em relação a pessoas que não detinham foro privilegiado.

Em março, procuradores da República da força-tarefa da operação Greenfield confirmaram a denúncia feita por Janot e ainda acrescentaram novos acusados e fatos a partir de documentos coletados pela operação Patmos, deflagrada em maio do ano passado e que teve como principal alvo Temer.

Os dois amigos de Temer chegaram a ser presos na semana retrasada durante a operação Skala, um desdobramento do inquérito que apura supostas irregularidades em mudanças de regras portuárias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fenômeno raro
Lua vista de MS fica vermelha por conta de incêndios e poeira, diz especialista em meteorologia
Pediu a mão
Luan Santana faz surpresa e pede namorada em casamento durante voo de balão
Polêmica carioca
Alerj aprova lei que exige prova no Detran para usuários de patinetes elétricos
Pensando no próximo
Dono de ferro velho recupera cadeiras de rodas enferrujadas e doa para deficientes carentes
Cemitério de fetos foi descoberto
Mais de 2 mil fetos humanos são encontrados em casa de médico que fazia abortos nos EUA
Operação
Operação prende vereadores e secretários em Araguapaz
Capital
Rapaz que agrediu outro em Campo Grande por ter urinado no carro dele vai a júri popular nesta terça-feira
Campo Grande
Vereadores proíbem fotos e vídeos nas unidades de saúde em CG
Polêmica
"Temer cometeu novo ato de sincericídio no Roda Viva", diz Dilma Rousseff
Covardia
Idosa é esquecida e fica trancada em posto de saúde em Minas Gerais