Menu
Busca Ter, 03 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002

Ninho do Urubu está fechado até regularização de pendências

27 fevereiro 2019 - 14h30

A prefeitura do Rio de Janeiro informou hoje (27) que as portas do Centro de Treinamento Ninho do Urubu, do Flamengo, foram lacradas e só serão reabertas quando as pendências referentes ao alvará de licença do estabelecimento e ao habite-se forem regularizadas. A permanência e uso das instalações por atletas e funcionários está, portanto, impedida, de acordo com a prefeitura.

As únicas pessoas autorizadas a acessar o interior do CT são os operários de uma obra que ocorre no local. Para garantir o cumprimento da interdição, a prefeitura manterá uma equipe de guardas municipais em frente ao local.

De acordo com a prefeitura, o fechamento do CT segue recomendação do Ministério Público estadual. A interdição é, na verdade, uma reedição da decisão tomada em outubro de 2017. O edital daquele ano foi inclusive novamente afixado na porta do Ninho do Urubu.

Um incêndio ocorrido na madrugada de 8 de fevereiro atingiu o alojamento do time de base do Flamengo, matando dez atletas e ferindo outros três.

Segundo a prefeitura, a interdição de 2017 não vinha sendo seguida pelo clube, que alegou que estava buscando solucionar as pendências. Desta vez, a prefeitura contou com o apoio do Ministério Público estadual, que também pediu a interdição do local à Justiça na semana passada.

De acordo com a prefeitura, 32 multas já foram aplicadas ao CT. A última delas, em 12 de fevereiro, foi dada porque o clube estaria executando obras divergentes do projeto aprovado.

A área incendiada, segundo a prefeitura, não consta como destinação de alojamento em quaisquer dos projetos aprovados pela Secretaria de Urbanismo.

No último dia 15, o “Flamengo apresentou à Secretaria de Urbanismo um novo projeto para análise, solicitando nova licença para modificação de projeto aprovado. O clube também se comprometeu em demolir todas as construções irregulares. A nova licença de obras foi expedida pela SMU no último dia 19 e tem validade de 12 meses”, diz a nota da prefeitura.

Apesar do pedido de interdição pelo MP, a Justiça deu, dia 21 de fevereiro, prazo de cinco dias úteis para que o clube apresentasse sua defesa.Com informações da Agência Brasil

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana