Menu
Busca Dom, 16 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
Remédios

Novo remédio genérico para pressão alta é aprovado no Brasil

26 abril 2018 - 09h40Por Alcides Bernal
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a comercialização de um genérico com nome complicado para o tratamento da pressão alta. Trata-se do perindopril erbumina combinado com indapamida, da farmacêutica EMS.

O acesso a mais uma droga contra a hipertensão promete ajudar os pacientes, principalmente considerando os custos. 

(Com qualidade, eficácia e segurança comprovadas e preços no mínimo 35% menores do que os dos medicamentos de referência, os genéricos se converteram num poderoso instrumento de ampliação do acesso a medicamentos no Brasil, permitindo que os consumidores consigam dar continuidade a seus tratamentos), defende a EMS, em nota à SAÚDE.



A medicação na verdade conta com dois princípios ativos. O primeiro é o tal perindopril erbumina, uma substância que dilata os vasos ? e, assim, facilita a passagem de sangue.

O segundo, batizado de indapamida, é um diurético. Ele expulsa do organismo o excesso de sódio, um financiador da hipertensão, ao mesmo tempo que escoa líquidos que poderiam comprimir os vasos sanguíneos.

A droga de referência para esse genérico é produzida pela Servier. Agora, antes de fazer qualquer troca ? nem que seja de um remédio de referência para um genérico ?, é importante conversar com seu médico.

Novidades para rinite, aids e hipogonadismo

No mesmo informe, a Anvisa avisou que liberou a venda do entricitabina combinado com fumarato de tenofovir, para o tratamento de pessoas com HIV. Segundo a Blanver, farmacêutica responsável por esse genérico, é possível que ele entre no segundo semestre na rede pública. O medicamento de referência é o famoso Truvada, da Gilead.

A EMS ainda ganhou a aprovação do genérico bilastina. Trata-se de um fármaco para aliviar os sintomas da rinoconjuntivite alérgica e da urticária.

Finalmente, o laboratório Eurofarma recebeu o aval para distribuir o undecilato de testosterona, voltado a homens com hipogonadismo.

Os genéricos

(A incorporação de novos genéricos é importante porque amplia o acesso dos pacientes a medicamentos com um custo mais acessível. Pela legislação brasileira, esse tipo de produto deve ser disponibilizado no mercado com um desconto de, pelo menos, 35% em relação ao preço máximo da tabela), diz a Anvisa, em nota.

De acordo com ela, somente em 2016 foram vendidas 1,46 bilhão de embalagens de genéricos no Brasil. A quantidade representa 32% de todas as vendas do ano.
CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Ponte sobre o córrego da Figueira traz segurança a moradores da região do Mané Manco, em Coxim
MS
Alegação de vendas de veículos cresce 16% no Estado, aponta dados do Detran
Política
Produtores rurais de Campo Grande e região participam de manifestação pró-Bolsonaro em Brasília
MS
Rio Verde está na rota de eventos esportivos de aventura da Fundesporte
Falecimento
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos Atriz estava internada desde 15 de abril
Tempo
Domingo de tempo firme e grande amplitude térmica em Mato Grosso do Sul
São Paulo
Bruno Covas perde luta contra o câncer e morre
Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande