Menu
Busca Sáb, 19 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
GERAL

Operação apreende 7 toneladas de alimentos em mercado e açougues

10 abril 2018 - 15h01Por Redação Notícias VIP
Mais de sete toneladas de alimentos impróprios foram apreendidos e destruídos durante uma operação conjunta entre Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), Iagro e Vigilância Municipal em Mato Grosso do Sul. Foram quatro dias de fiscalização em açougues e supermercados de varejo em três municípios do Estado.

As ações aconteceram entre os dias 2 e 6 de abril nas cidade de Bandeirantes, São Gabriel do Oeste e Rio Verde de Mato Grosso. Segundo a Polícia Civil, o operação tinha como objetivo a prevenção e repressão à comercialização de ?produtos impróprios para o consumo ou em desacordo com a legislação sanitária?.

Nos quatro dias, a ação resultou na apreensão e destruição de aproximadamente sete toneladas de alimentos de origem animal, vegetal e também perecíveis em geral.

Segundo a polícia foram encontradas várias irregularidades como o armazenamento inadequado, temperatura acima do permitido por lei, ausência de registro de inspeção sanitária e até abate clandestino. Ao todo, foram registrados 17 boletins de ocorrência prosseguimento das investigações.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19
Meio Ambiente
Nuvem de fumaça provocada por queimadas no Pantanal chega ao céu de São Paulo
Brasil
Fumaça do Pantanal faz avião de Bolsonaro arremeter em MT
Três Lagoas
Fogo destrói vegetação, floresta de eucalipto e interdita rodovia em MS
Brasil
Tite convoca a Seleção Brasileira para a estreia nas Eliminatórias
Geral
Do outro lado do balcão De ex-juiz Federal a ex-ministro da Justiça, agora Sergio Moro é o mais "jovem" advogado do Brasil.
Saúde
Uma de 7 infecções de Covid-19 relatadas ocorre em profissionais de saúde, diz OMS
Brasíl
Marco Aurélio suspende inquérito que apura suposta interferência na PF
Brasíl
829 mortos por Covid 19 e 36.330 novos casos de contaminados
STF
COVID NOS PRESÍDIOS Fux renova Recomendação 62 por 6 meses e restringe alcance