Menu
Busca Seg, 01 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
VIOLÊNCIA

Pai, mãe e filha de 7 anos são acordados por bandidos e passam a manhã amarrados em MS

12 abril 2018 - 14h47Por Redação Notícias VIP
Um empresário, a esposa professora e a filha deles de 7 anos, foram reféns de bandidos na manhã desta quinta-feira (12), em casa, em Campo Grande.

De acordo com familiares das vítimas, elas foram acordadas por volta das 5h (de MS) por cinco assaltantes. Eles foram amarrados e ficaram sob a vigilância de dois dos assaltantes.

Os bandidos ainda tiraram da garagem um carro de passeio que estava na frente da caminhonete, o deixaram estacionado na rua e roubaram o veículo avaliado em cerca de R$ 110 mil e sem seguro, segundo parentes das vítimas.

Enquanto a família era mantida refém em casa, onde funciona também a gráfica do empresário, outros três bandidos levavam a caminhonete para fora de Campo Grande.

Por volta das 11h os bandidos saíram da casa, o empresário pediu ajuda, conseguiu se desamarrar e a polícia foi acionada.

Para dificultar a identificação, os suspeitos viraram para a parede a câmera de segurança de um comércio vizinho.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Presidente do TJ recebe visita do Cônsul da República do Líbano
Covid 19 em MS
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado
Covid 19 em MS
Com situação de leitos preocupante, Capital registra 542 novos casos de Covid -19 nas últimas 24 horas
Saúde pública
Sejusp e Hospital do Amor firmam parceria em benefício de servidores
MS
Polícia Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca
Turismo
Projeto de concessão de parques estaduais vai alavancar o turismo do Estado, avaliam prefeitos
Geral
Como descobrir se seus dados pessoais estão sendo utilizados por terceiros?
Juventude
Conselho Estadual da Juventude abre processo seletivo para representantes da sociedade civil
Tempo e temperatura
Fevereiro termina com pancadas de chuva e máxima de 36°C em Mato Grosso do Sul
Corumbá
Militares desrespeitam ordem e fazem festa no centro da capital do Pantanal