Menu
Busca Sex, 15 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
RURAL

Por conta da cheia no Pantanal de MS, governo já estuda prorrogar campanha de vacinação contra a aftosa

Por Carol Assis
Por conta dos problemas enfrentados pelos pecuaristas com a cheia no Pantanal, o governo de Mato Grosso do Sul já estuda prorrogar o período da campanha de vacinação dos rebanhos bovino e bubalino contra a febre aftosa na região.

A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (9), pelo secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, em Campo Grande, no lançamento oficial da campanha.

No Pantanal, assim como no Planalto e na Fronteira, o período de vacinação foi aberto no dia 1º de maio e seguiria até o dia 15 de junho.

Entretanto, o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Aguilar Rodrigues Leite, desde meados de abril aponta que a entidade pediria a Agência Estadual de Defesa Animal e Vegetal (Iagro) a ampliação do prazo de vacinação em razão da antecipação da cheia no Pantanal, que está fazendo com cerca de 1 milhão de cabeças que estão nas áreas mais baixas, sejam removidas para locais mais altos.

Luciano diz que a entidade já possui, inclusive, laudos técnicos da Embrapa Pantanal e Famasul, que podem embasar o pedido, se necessário. Em decorrência da situação extraordinária, ele comenta que os animais que estiverem sendo retirados poderão ser vacinados quando chegarem ao destino ou mesmo durante o deslocamento, nas estradas.

Nesta quarta, Verruck diz que o governo tem consciência do problema no Pantanal, mas que vai aguardar o andamento da campanha na região, a situação climática e da cheia para tomar a decisão. Segundo ele, se for necessária a ampliação do prazo, a medida já teria, inclusive, o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio da Superintendência Regional (SFA/MS).

No Planalto e na Fronteira a vacinação acontecerá de 1º a 31 de maio, e o registro deve ser feito de 1º de maio a 15 de junho.



racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Fiat Uno cai no córrego na Ernesto Geisel esquina com Manoel da Costa Lima
Brasíl
Covid-19: Brasil tem 8,39 milhões de casos e 208,1 mil mortes
Oportunidade
Eldorado Brasil abre 800 vagas de emprego em três unidades de MS
Colapso
Manaus vai transferir 235 pacientes com covid-19 para oito estados
Covid 19
São Paulo retorna a fases mais restritivas de plano contra a covid-19
Covid 19 em MS
MS chega à metade de janeiro com 272 mortes por Covid-19
Sangue
Com estoque em 14%, Hemosul convoca doadores de O- e outras tipagens sanguíneas
Campo Grande
Enfermeiros foram mortos por Covid 19 na Santa Casa de Campo Grande
Campo Grande
Trad está omitindo-se de combater os focos de Dengue na capital
Dourados
Enfermeiros cobram pagamento salário de prefeito Alan Guedes (PP) em Dourados.