Menu
Busca Qua, 23 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Mulher Progressista

Progressista Cida Borghetti assume governo do Paraná

12 abril 2018 - 14h39Por Alcides Bernal
A progressista Cida Borghetti assumiu na sexta-feira (6) o cargo de governadora do Paraná, sendo a primeira mulher a assumir o Governo do Estado. A solenidade foi realizada no Palácio do Iguaçu e contou com a presença de mais de 2,5 mil pessoas, entre eles os progressistas deputados federais Ricardo Barros, Dilceu Sperafico, Fausto Pinato, Guilherme Mussi, deputados estaduais Maria Victoria, José Carlos Schiavinato, além de prefeitos, vices e vereadores do Progressistas.
Cida reafirmou os compromissos que assumiu em 2014 como vice-governadora da gestão Beto Richa (PSDB) e destacou que vai administrar o Estado com harmonia, unidade e humildade. ?Trabalhamos muito para transformar o Paraná e vamos buscar os melhores índices de prestação de serviços e indicadores de governança?.
A governadora também destacou que aperfeiçoará as ações da gestão e conduzirá o governo pautada pelo rigor técnico, a disciplina legal, a responsabilidade fiscal, honestidade intelectual e a idoneidade moral. ?Estou bem consciente das expectativas que acompanham minha posse como primeira mulher a governar o Paraná. Por isso, reafirmo o compromisso de manter, continuar e aperfeiçoar tudo o que o Paraná tem, e de construir o que ainda não tem?, declarou.
Beto Richa, ex-governador do Paraná, agradeceu o apoio de toda a equipe durante seus dois mandatos à frente do cargo. ?O Paraná que entrego hoje nas mãos da governadora Cida Borghetti é um Estado muitíssimo melhor do que aquele que recebi. À vice-governadora Cida Borghetti, que agora assume o cargo de governadora, o meu agradecimento especial pela lealdade, participação e disposição e pelo trabalho que demonstrou neste segundo mandato, estando ao nosso lado em todos os momentos?.
Governadora
Cida Borghetti é empresária, formada em Administração Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) com especialização em Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Iniciou na militância política ainda jovem e ocupou a presidência voluntária do Provopar em Maringá (1990/1992). Foi a primeira e única mulher a chefiar o Escritório de Representação do Paraná em Brasília. Atuou como deputada estadual por dois mandatos (2003/2010), quando foi recordista de leis, com 101 projetos aprovados e sancionados. Também foi eleita deputada federal (2011/2014), em que presidiu a Comissão Especial que aprovou o Marco Legal da Primeira Infância, legislação mais avançada no mundo na proteção às crianças.
É reconhecida nacionalmente pelo trabalho em favor da família, na atenção especial às mulheres, crianças e adolescentes e também nas políticas e ações pela saúde preventiva e de combate e tratamento do Câncer de Mama.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corrupção
Operação da PF apura desvios no SUS de mais de R$ 2 milhões Ao todo 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no RS e ES
Brasíl e Mundo
Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena
Brasíl e Mundo
Time coloca Bolsonaro entre 100 mais influentes e o responsabiliza por mortos na pandemia e crise ambiental
Saúde
J&J inicia estudo final de vacina contra Covid-19 em 60 mil voluntários
Vacina contra Covid 19
Polícia
"Argumento para lacrar bancas do bicho é ocupação de calçadas sem autorização " disse site de notícias.
Rio de Janeiro
"Vai vendo ... Witzel faltou algumas aulas do prefeito Crivella " disse a fonte
Mundo
Torre Eiffel é esvaziada em Paris Informação é da equipe de imprensa da torre
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto dentro de cela
Campo Grande
Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros
Fronteira
Foram presos contrabandistas, entre eles um dos policiais da Operação Omertà.