Menu
Busca Seg, 27 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Política

Reinaldo Azambuja diz que cancelar ponto facultativo não é determinante para evitar aglomerações

03 fevereiro 2021 - 09h00Por AB/ PMS

Em entrevista coletiva após a abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (2), o governador Reinaldo Azambuja explicou que a administração estadual ainda avalia se irá manter o ponto facultativo do Carnaval, mas explicou que o importante é evitar aglomerações.

“Nós estamos fazendo toda uma análise, porque você não pode tomar uma atitude de 47 mil pessoas em um universo de 2,8 milhões. Fica muito parecendo que são os funcionários públicos que são os culpados pelas aglomerações e não é isso. Tem que fazer uma análise se cancelar o ponto facultativo realmente vai resolver. O ponto facultativo já é uma tradição. Às vezes, as pessoas já têm um planejamento de vida para o Carnaval. O que nós não podemos ter é as aglomerações. E elas não são feitas só pelos funcionários públicos, mas por todos que, muitas vezes, não têm a consciência”.

Os servidores públicos estaduais ativos representam apenas 1,6% da população de Mato Grosso do Sul. Reinaldo Azambuja explicou que o assunto está em discussão no Fórum de Governadores e, no âmbito estadual, no COE-MS (Centro de Operações de Emergências), que avalia cientificamente o assunto, mas disse que não quer penalizar o servidor.

A pandemia de Covid-19 também foi um dos temas do discurso do governador. Ele afirmou que a vacinação traz a esperança de dias melhores para o país. “Viramos a página de 2020. Se a pandemia infelizmente não foi vencida e ainda hoje enfrentamos dias difíceis nas UTIs dos nossos hospitais, chegamos a um novo momento. Com as vacinas e o programa de imunização ganhando mais ritmo, estamos prontos para nos reencontrar com as nossas mais valiosas vocações: o trabalho, a produção, o crescimento, a geração de empregos e oportunidades; o avanço da qualidade de vida de toda nossa gente. Mato Grosso do Sul abre 2021 movido a otimismo e esperança”.

Paulo Fernandes, Subcom

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esporte
Festa do Corinthians no pódio após a conquista do Brasileiro Feminino
Covid 19
Brasil soma 243 mortes por Covid e 8.668 novos casos em 24 horas
Total de infectados desde o início da pandemia é de 21,3 milhões, enquanto óbitos chegam a 594.443
Economia
Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas
Brasíl e Mundo
Austrália: pacto de Aukus não levará à proliferação nuclear
Tempo
Última semana de setembro terá pancadas de chuva com destaque para calor e tempo seco
Campo Grande
Croquete de mandioca com carne: petisco saboroso e prático
Politicos
Vai vendo Brasil!
Religiosos
Padre é preso por desviar dinheiro da igreja para orgias gays e drogas
Brasil e Mundo
Covid-19: Brasil registra 19,4 mil casos e 699 mortes em 24h
Justiça
STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS