Menu
Busca Sex, 27 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
GERAL

Temer é hostilizado ao visitar escombros de prédio

Por Carol Assis
O presidente Michel Temer foi hostilizado ao visitar os escombros do Edifício Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo. Temer chegou ao local por volta das 10 horas. Ele estava desde a noite de segunda-feira, 30, em sua residência em São Paulo - em agenda privada. 

Durante a rápida visita, o presidente foi xingado e chamado de "golpista" por pessoas que acompanhavam o trabalho dos bombeiros no local do desabamento. Em entrevista improvisada na região do acidente, Temer classificou a situação como dramática e afirmou que vai "providenciar assistência àqueles que foram vítimas daquele desastre".

Temer também confirmou que o prédio era da União e que o pedido de reintegração de posse não havia sido feito. "Nós não pudemos pedir a reintegração, porque, afinal, gente muito pobre, naturalmente, uma situação um pouco difícil. Mas agora serão tomadas providências para dar assistência". 

Segundo o próprio presidente, "ficaria muito mal" se ele não comparecesse ao local da tragédia. "Eu não poderia deixar de vir aqui, sem embargo dessas manifestações, porque, afinal, eu estava em São Paulo, e ficaria muito mal eu não comparecer aqui para dar apoio àqueles que perderam suas casas". Temer classificou a situação como dramática. Os protestos se intensificaram na saída do presidente. Algumas pessoas chegaram a se aproximar do veículo em que ele estava. Tapas foram dados no vidro e na lataria do automóvel. A polícia conteve os manifestantes e o carro de Temer deixou o local. Não há registro de detidos até o momento.  


racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ponta Porã
Polícia paraguaia prende dois suspeitos de matança de membros da turma de Fahd Jamil
Polícia
PF investiga suspeitos de propaganda de atos para alteração da ordem
Saúde
Fiocruz: aumento de casos e óbitos de covid-19 deve servir de alerta
Argentina
“Adios Diego”: Maradona é enterrado e mundo chora a perda
Brasil
Covid-19: Brasil tem 171 mil mortes e 6,2 milhões de casos acumulados
Política
Senado aprova mudanças na Lei de Falências
Tragédia
Seis vítimas do acidente entre ônibus e caminhão permanecem internadas
Campo Grande
Justiça manda prender ex-vereador envolvido em escândalo sexual em Campo Grande
Pedófilos em cana
PF cumpre mandados de busca contra exploração sexual de crianças
Fronteira
Guerra declarada: tortura e assassinato de quatro homens ligados a Fahd Jamil